Com uma energia inesgotável, partilha a paixão pela alimentação saudável, o desporto, principalmente as corridas, em livro. Acompanhada pelo seu amigo de quatro patas, Caju, a apresentadora contou tudo sobre o seu estilo de vida "do bem".

RECORD - Acaba de lançar ‘O Meu Plano do Bem’, onde mostra a paixão pelo desporto… Que modalidades já praticou?

ISABEL SILVA - Desde pequenina que faço desporto. Já pratiquei ginástica rítmica, danças de salão, basquetebol, ténis. Entretanto vim para Lisboa aos 18 anos e inscrevi-me num ginásio e faço as mais variadas aulas de grupo. Faço aulas com um PT, treino-me muito na rua, neste momento estou muito ligada às corridas e às maratonas, que é o que mais gosto de fazer. E estou a aprender a surfar… Estou sempre pronta para abraçar um desafio, porque adoro desporto.

R - Como é que se iniciou nas maratonas?

IS - Há duas pessoas que adoro e que são as minhas inspirações, o Fernando e a Filomena. Um dia desafiaram-me para uma corrida. Achava que não ia gostar. A primeira vez que corri foram 10 quilómetros em Monsanto e fiquei logo apaixonada. Principalmente a partir do momento em que participei na primeira prova. O peso do dorsal, a energia que se sente à volta da comunidade de corredores, o espírito de camaradagem, o espírito altruísta e de respeito que existe na corrida é tão bom que qualquer um se apaixona. Depois é a conquista, é perceberes que cortaste a meta, que conseguiste, é isso que me move.

R - Fale-nos da primeira que fez.

IS - Foi a do Porto, há dois anos. Uma prova absolutamente incrível, porque fazer uma maratona não é correr só naquele dia… É o dia da prova e os três meses que a antecedem. Quando me perguntam qual é o meu objetivo nas maratonas, digo sempre: é acabar bem. E para isso tenho de me preparar muito bem. Obviamente que não é fácil e que dói, mas é uma dor ‘prazerosa’, porque o poder da superação é tão estimulante que vale a pena correr.

R - Segue-se a Maratona de Sevilha...

IS - No dia 19 de fevereiro. Estou a preparar-me desde novembro.

R - Qual é objetivo para esta prova?

IS - Estou a preparar-me para acabar a prova a sorrir, quero terminar bem, só com um cansaço típico de alguém que corre 42,192 quilómetros.

R - Por que decidiu lançar ‘O Meu Plano do Bem’?

IS - Mais pelos meus seguidores [nas redes sociais], que me faziam imensas perguntas – o que como antes e depois do treino, que alimentos tenho na minha despensa, onde é que vou buscar tanta energia para correr maratonas…

R - E o que se pode encontrar no livro?

IS - É um prolongamento daquilo que vou partilhando no Instagram e no Facebook. No livro tenho é tudo muito mais detalhado. Podem encontrar o meu plano de vida. Costumo dizer que o meu livro é muito mais do que receitas, porque retrata a minha energia, que está nas receitas e no desporto.

R - Antes surgiu o blogue ‘I’m Isabel Silva’.

IS - Lancei-o em dezembro e tenho várias categorias. Há a de ‘Fit Girl’ e de ‘Runner Girl’. Há também uma categoria de receitas do bem. Há uma parte de ‘Lifestyle’ em que promovo aquilo que me caracteriza e uma rubrica da corrida solidária. Uma vez por mês, ou com a regularidade possível, vou tentar realizar corridas associadas a instituições.

R - O blogue e o livro complementam-se?

IS - Têm exatamente a mesma linha, mas o livro está mais pormenorizado. Não quero que as pessoas sigam à risca aquilo que está espelhado no livro, mas se servir de inspiração para adotarem uma vida do bem, melhor. Não quero que as pessoas corram, mas se se sentirem inspiradas a praticar uma atividade física, ótimo.

"Amor muito grande ao Sporting"

"Obviamente que quero que o Sporting ganhe e me dê alegrias, mas não é por estar a passar um momento menos bom que vou deixar de apoiar o meu clube". É desta forma que Isabel Silva se refere à atual fase que os leões atravessam. E mostra que é uma adepta ferrenha. "Tenho um amor muito grande ao Sporting. Adoro ir ao estádio de cachecol, cantar as músicas e dar muita força à equipa cheia de garra e atitude", confessou a apresentadora da TVI.


Autor: Rita Féteira