Pedro Barbosa sagrou-se campeão nacional de Pro Evolution Soccer 2016 no último fim-de-semana em Lisboa, pela primeira vez, alcançando um objetivo que já perseguia há vários anos. O jovem, de 21 anos, residente em Gaia, destacou-se dos demais e levantou o troféu, derrotando pelo caminho vários jogadores de grande valia como os antigos campeão portugueses Gonçalo 'Gogo' Maia e Emanuel Cardoso. Depois de um segundo lugar em 2013 e de um quarto há um ano, o dia de festejar chegou finalmente. Cardoso foi o último obstáculo derrubado pelo afinado Bayern Munique de forma a atingir a glória numa final que acabou com 5-2 no placard.

'Barboza', como é conhecido no mundo dos simuladores de futebol, sofreu para passar a fase de grupos e contou a experiência na primeira pessoa, a Record. "Realizei uma fase regular atribulada mas passei. Depois, na fase a eliminar, a partir do momento em que eliminei o Gogo senti que realmente seria a minha derradeira oportunidade de ser campeão. Foi um misto de sentimentos, com desconfiança em relação ao meu jogo durante a fase de grupos mas tudo mudou na fase a eliminar", recorda o membro dos Grow uP Gaming, com grande satisfação.

Depois de se ter sagrado campeão europeu em 2013, Pedro Barbosa estará em Milão no próximo dia 28 a representar as cores de Portugal ao mais alto nível e a tentar algo inédito na sua vida PES: sagrar-se campeão mundial. Até hoje, com as quinas ao peito, apenas Christopher Maduro Morais foi capaz de almejar tal feito em 2010.

Outro aliciante em Itália será o prémio monetário que o vencedor poderá embolsar. Falamos de 15 mil euros para quem se dedica, por vezes, de corpo e alma ao jogo virtual. Compensatório, de facto...

Autor: Flávio Miguel Silva