Portugal perdeu este sábado com a Bulgária, por 91-65, no terceiro jogo do grupo D da pré-qualificação para o Mundial de basquetebol de 2019, e complicou a sua situação, deixando de depender de si próprio.

A seleção portuguesa fica a rezar para que a Bielorrússia não derrote a Bulgária no próximo confronto, em jogo agendado para a próxima quarta-feira, em Minsk.

Em caso de derrota da Bielorrússia, Portugal ainda pode sonhar com o apuramento para a fase de qualificação, desde que vença por mais de três pontos a formação bielorrussa, com quem perdeu em Minsk por 78-75, em partida crucial agendada para o dia 19, em Coimbra.

Para quem precisava de vencer o jogo para apenas depender de si própria, a seleção lusa voltou a abordar muito mal o jogo, com deficiente circulação de bola no ataque e consequente fraca eficácia de lançamentos de campo, com especial incidência no 'tiro' exterior e nos lançamentos triplos - 6 em 22 (27,3%) para Portugal, contra 12/26 (46,2%) da Bulgária.

Por outro lado, no aspeto fundamental da luta das tabelas, a vantagem foi nitidamente dos búlgaros, que conquistaram 47 ressaltos, face a 28 dos portugueses.

E foi nas áreas mais próximas do cesto em que mais se destacou o extremo-poste búlgaro Vezenkov, que somou 21 pontos e oito ressaltos e foi o jogador mais valioso do embate.

Por Portugal, os mais eficazes foram o extremo Fábio Lima (16 pontos e cinco ressaltos) e o base Tomás Barroso, autor de 14 pontos e quatro assistências.

A Bulgária lidera o grupo, com seis pontos em três jogos, seguida da Bielorrússia, com três em pontos em duas partidas, enquanto Portugal fecha a classificação, também com três pontos, mas com três encontros. Os dois primeiros seguem para a fase de qualificação.

Jogo disputado na Arena de Botevgrad.

Bulgária - Portugal: 91-65.

Ao intervalo: 54-29.

Sob arbitragem de Panagiotis Anastopoulos (Grécia), Ermad Karovic (Bósnia) e Ciprian Stoica (Roménia), as equipas alinharam e marcaram:

- Bulgária: Dee Bost (15), Pavel Marinov (8), Chavdar Kostov (8), Aleksandar Vezenkov (21) e Stanislav Vaklinov (2). Jogaram ainda Stanimir Marinov (9), Y. Minchev, Aleksandar Georgiev (5), Alek Simeonov (2), David Dimitrov (14), Evgueni Hadzuhirusev (1) e Martin Marinov (6).

Treinador: Lyubomir Minchev

- Portugal: José Barbosa (2), José Silva (4), Arnette Hallman (8), Miguel Queiroz (3) e Stefan Djukic (5). Jogaram ainda Pedro Pinto (6), Tomás Barroso (14), Fábio Lima (16), João Guerreiro (6), Nuno Oliveira (1) e Henrique Piedade.

Treinador: Mário Gomes.

Marcha do marcador: 28-11 (10 minutos), 54-29 (20), 76-48 (30) e 91-65 (final do jogo).

Assistência: cerca de 1.900 espetadores.

Autor: Lusa