A Seleção Nacional feminina reinicia este sábado, em Loulé, frente à Grã-Bretanha, a corrida para estar presente na próxima edição do Eurobasket’2019. Integrado no Grupo D, Portugal ocupa atualmente o 4º lugar, devido às duas derrotas registadas, diante da Grécia (66-60) em Almada, e em Israel (59-56), nesta fase de apuramento.

Agora, no Algarve, Portugal tenta encontrar o caminho dos triunfos, defrontando a seleção britânica (21 horas), que está no 2º lugar do grupo (uma vitória e uma derrota), seguindo-se um novo duelo com a congénere grega, desta vez na cidade helénica de Chalkida, na próxima quarta-feira.

Ricardo Vasconcelos, selecionador nacional, já vai poder contar com a jogadora do GDESSA, Márcia Costa, após desbloqueado um problema burocrático com a FIBA. A chamada da extremo, que se vai estrear, deixa naturalmente feliz o técnico. "Do ponto de vista desportivo não tenho dúvidas que a capacidade física, o caráter e a ética de trabalho da Márcia serão uma mais-valia para o grupo", disse o técnico, que elogia as jogadoras que têm integrado os trabalhos. "Temos um grupo composto de excelentes profissionais, um grupo alargado de jogadoras que têm representado Portugal nas últimas épocas de forma incansável", reconhece o selecionador, que faz equipa com Agostinho Pinto e José Araújo.

O jogo vai ter transmissão em direto no nosso site (www.record.pt).

Autor: Vítor Ventura