O ciclista francês Romain Bardet, que ocupa o 3.º lugar no Tour - está a apenas 23 segundos do líder Chris Froome -, garantiu esta segunda-feira que não se sente pressionado na Volta a França, mas que se preparou para vencer e que aguarda "um bom momento para atacar".

"Até agora não tenho dado 100%, estou a aguardar com paciência um bom momento para atacar. Espero que chegue. Tenho confiança, porque já lutei pelo triunfo no ano passado", afirmou o chefe de fila da AG2R.

Bardet sublinhou que o tour se "ganha com paciência, com a capacidade de não desistir" e que o importante é "manter a calma" e tentar impor o seu "estilo nos momentos chaves".

O francês tem o colombiano Rigoberto Urán apenas quatro segundos atrás de si, mas indicou que sente que tem as mesmas oportunidades que os restantes adversários de vencer a corrida.

"A equipa está num excelente momento. Porque não aproveitar o que falta com um sorriso, sem se deixar invadir pelo stress?", realçou Romain Bardet.

O ciclista explicou ainda que não acredita que se forme uma frente comum contra o atual líder Chris Froome, "porque ninguém toma a iniciativa" e porque o britânico "tem uma grande equipa, que é difícil destabilizar".

"Essa é a força da Sky, que tem três ou quatro líderes em torno de Froome. Isso desanima muita gente. Obriga-nos a explorar os mais mínimos momentos de debilidade", concluiu Bardet.

Autor: Lusa