Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Peter Sagan caiu e sofreu múltimas escoriações

Não teve, no entanto, qualquer fratura

O ciclista eslovaco Peter Sagan (Bora) sofreu esta quarta-feira múltiplas escoriações e um forte golpe na nádega direita na sequência de uma queda na 17.ª etapa da Volta a França, estando previstos novos exames radiológicos para avaliar possível fratura.

"Foi um grande acidente, mas felizmente não tenho nada fraturado e estou confiante para as últimas quatro etapas", disse, no Twitter, o corredor de 28 anos.

A sua equipa, a Bora, revelou que este vai realizar testes radiológicos complementares na quinta-feira e sossegou os seus adeptos: "Ele sofreu escoriações e um duro golpe no quadril direito. Está bem e não parece haver ferimentos graves."

O ciclista, que caiu na descida do Col de Val-Luron Azet, a 38 quilómetros da meta instalada em Saint-Lary-Soulan, ainda conseguiu terminar a tirada, chegando a 26.29 minutos do vencedor, o colombiano Nairo Quintana (Movistar), segurando assim a camisola verde, líder da classificação por pontos.

O atleta, que cortou a meta com a camisola e calções rasgados, persegue o sexto triunfo como camisola verde na Volta a França, o que lhe permitiria igualar o feito do alemão Erik Zabel.

O britânico Geraint Thomas (Sky) consolidou a liderança, passando a ter 1.59 minutos de avanço sobre o holandês Tom Dumoulin (Sunweb), que subiu a segundo, por troca com o britânico Chris Froome (Sky), que está agora a 2.31.
Por Lusa
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Tour

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M