Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Acácio da Silva: «W52-FC Porto está sempre muito forte»

Antiga estrela do pelotão diz que Raúl Alarcón deve repetir triunfo este ano

• Foto: Nuno Veiga / Lusa

Apelidado como um ‘bon vivant’ do ciclismo, Acácio da Silva é talvez o segundo português mais reconhecido internacionalmente, depois de Joaquim Agostinho. E, aos 57 anos, apresentou ontem a sua biografia, ‘A Carreira Excecional de um Ciclista Cosmopolita’, na partida de Montalegre, na qual são relatadas muitas das suas vivências como profissional, entre 1982 e 1994.

"Sempre quis fazer uma biografia que ficasse para a história do ciclismo. Até que surgiu essa ideia e com a colaboração de Henri Bressler, que fez outras biografias, como a dos irmãos Schleck, ficaram no papel as histórias da minha carreira", revelou o vencedor de três etapas no Tour e outras tantas no Giro, tendo andado com as camisolas amarela e rosa nas respetivas corridas, um palmarés muito difícil de igualar.

A passar férias em Montalegre, de onde é natural, Acácio da Silva nunca pensou que, depois dele, não houvesse mais ninguém a vestir a camisola amarela na Volta a França e revelou que está a gostar da Volta a Portugal, elogiando a capacidade de Domingos Gonçalves (RP-Boavista), vencedor da 6ª etapa: "Depois do título de campeão nacional de fundo e contrarrelógio, demonstrou que tem qualidade, pois a subida antes da chegada a Boticas é muito dura e conseguiu bater o pelotão. Já quanto ao que se está a passar na luta pela geral, o espanhol Raúl Alarcón, que venceu no ano passado, não parece querer ceder. Seria necessário que o atacassem com maior eficácia, mas a sua equipa, a W52-FC Porto está sempre muito forte."

Acácio da Silva aproveitou também para visitar o seu irmão, Francis da Silva, diretor da luxemburguesa Differdange, com quem correu na Kas em 1989: "É a ele que devo a minha carreira no ciclismo, pois convenceu-me a entrar nas corridas. Se não fosse ele, não teria sido quem sou."

A trabalhar como agente imobiliário no Luxemburgo, Acácio da Silva já pensou em regressar, mas não o fez porque tem dois filhos ainda pequenos: "Tenho tido uma vida tranquila e vou ficar por lá mais uns tempos", rematou.

Por Alexandre Reis
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Volta a Portugal

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M