Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

José Santos e Domingos Gonçalves: «Temos zangas momentâneas»

Diretor desportivo fala do 'enfant terrible' da RP-Boavista

O diretor desportivo da RP-Boavista, José Santos, admitiu que nem sempre é fácil lidar com Domingos Gonçalves, mas, mesmo que haja algum desentendimento, tudo acaba resolvido com uma boa conversa com o seu ‘enfant terrible’: "Temos algumas zangas mas são momentâneas, devendo-se às próprias circunstâncias da corrida. O Domingos é um grande corredor, sendo muito difícil alguém apanhá-lo quando ganha uns metros." As relações entre os dois nem sempre é pacífica. Basta recordar aquilo que aconteceu numa das etapas desta Volta. Domingos teve uma avaria mecânica, José Santos passou por ele sem o reconhecer, tendo o ciclista recebido apoio do carro da Vito-Feirense-Blackjack, depois de pontapear com raiva a roda traseira da sua bicicleta: "Tenho de ter mais calma, mas as emoções são muito fortes."

José Santos explicou ainda a estratégia de Domingos Gonçalves: "Não foi a sorte que nos ajudou, foi um triunfo preparado, pois lançámos vários ataques, antes do Domingos arrancar, preparando-lhe o momento certo. Atacou o João Benta, depois o Daniel Silva, para desgastarmos os adversários e preparar o momento certo. Depois de ganhar uns segundos, foi como fazer um crono até à meta. Com esta vitória já ganhámos a Volta, mas queremos mais."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Volta a Portugal

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M