Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Contador: «Foi um dia mágico»

Espanhol diz-se "muito agradecido" ao público de Madrid

• Foto: Reuters
O espanhol Alberto Contador, que este domingo se retirou do ciclismo no final da 72.ª Vuelta, na qual terminou no quinto posto, disse que o último dia foi "mágico" e que está "muito agradecido" ao público de Madrid.

"Foi um dia mágico, um dia que vou lembrar-me para sempre. A entrada em Madrid foi inesquecível, com toda a gente a puxar por mim. Estou-lhes muito agradecido", disparou o espanhol, de 34 anos, no final da tirada, que consagrou o britânico Chris Froome (Sky) como vencedor.

Durante a etapa, Contador pôde acenar aos muitos adeptos ao longo da estrada e chegou a adiantar-se ao pelotão para correr sozinho e agradecer ao público. Ainda assim, o vencedor da 20.ª etapa e quinto da geral, na última prova em que participou, disse que se sente "bem fisicamente", embora tenha chegado a hora de "dar o lugar a corredores jovens e estar no ciclismo do lado de fora".

"Vou dedicar-me à Fundação Contador, a trabalhar o ciclismo de base, mas já com a ideia de, no próximo ano, ter uma equipa Continental", acrescentou o espanhol.

Sobre a carreira, na qual conquistou duas vitórias no Tour (2007 e 2009), duas no Giro (2008 e 2015) e três na Vuelta (2008, 2012 e 2014), além de uma em França e outra em Itália, entre 2010 e 2011, que lhe foram retiradas por ter acusado doping, o Pistoleiro recusou escolher um melhor momento, sendo que esse foi "cada dia em cima da bicicleta" e "as grandes vitórias". "Gostaria que as pessoas ficassem com a ideia de que sempre dei o máximo de maneira honesta e profissional", resumiu.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Vuelta

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M