Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

UFC 202: McGregor 'vinga-se' de Díaze aponta ao terceiro combate

Irlandês venceu combate realizado em Las Vegas

• Foto: USA Today Sports
Conor McGregor e Nate Díaz prometiam um combate de grande nível e quem foi à T-Mobile Arena, em Las Vegas, ou quem o viu através da televisão... não se arrependeu. Foram 25 minutos de pura ação, com domínio de parte a parte e vitória para o irlandês, ainda que bastante apertada (48-47, 47-47, 48-47), isto num embate referente à categoria peso meio-médio, no UFC 202.

Veja como McGregor deixou a cara de Nate Díaz
Começou melhor McGregor, dominando os dois primeiros rounds, fazendo uso essencialmente dos pontapés com a perna esquerda - que foram fazendo mossa no norte-americano -, seguindo-se depois de vários golpes ao corpo e ao rosto, que fizeram Nate ir ao chão por três vezes e o deixaram no estado que as imagens documentam. Tudo parecia, por isso, encaminhado para uma vitória segura do irlandês, até que, num ápice, nos instantes finais ainda do segundo round, este parece ter perdido o gás. Nate Díaz sentiu essa quebra e foi atrás prejuízo.

O terceiro round trouxe, então, a primeira grande exibição de Díaz. Percebendo que o fulgor do seu oponente, três anos mais novo (31 e 28 anos), não era o mesmo, o norte-americano partiu ao ataque e deixou McGregor em evidentes apuros. A T-Mobile explodia em apoio ao seu compatriota, que parecia ali empenhado em fazer virar os pratos da balança. O combate ganhou então mais interesse, obviamente.

Assim foi o combate de McGregor e Nate Díaz
Acusando o toque, McGregor voltou para o quarto round espevitado, lançando-se desde logo ao ataque, de modo a colocar Díaz de novo numa posição de desvantagem na contenda. Novos golpes com a perna esquerda e boas combinações foram, uma vez mais, os pratos fortes do irlandês, ainda que claramente muito mais lento do que no início, quando parecia que iria 'varrer' o combate num ápice. E aqui Nate Díaz já procurava muito mais o ataque, essencialmente encostando o irlandês aos limites do octógono, procurando dali fazer o seu jogo de chão.

Chegamos então ao quinto e derradeiro assalto. E aqui a história foi diferente. Nate Díaz voltou a partir para cima, enquanto que McGregor parecia sentir que o combate não lhe escapava, procurando fugir aos golpes do oponente, de modo a queimar tempo. Nate não desistiu e foi tentando. E seria mesmo nos instantes finais que conseguiu o golpe que esperava - e que há muito tentava. Atacou, atirou McGregor ao solo e ficou em cima do irlandês, que a muito custo procurava escapar. Não o conseguiria... mas seria salvo pela buzina, que decretou o final do combate.

Tudo acabado na T-Mobile Arena, seguindo-se depois um gesto de Nate Díaz que mostrou a natureza dos dois lutadores. McGregor estava no chão e, apesar de tudo o que se passou antes do combate - o chamado 'trash talk' -, Nate estendeu-lhe a mão para o levantar. Ambos se abraçaram e foram para os seus cantos, reclamando os dois a vitória para si. Venceria McGregor, com promessa de terceiro embate para breve.
Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Desportos de combate

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M