A 45ª Exposição Nacional e a 1ª Exposição Mediterrânica de Columbofilia começam sábado, dia 20, na cidade de Tavira. Durante dois dias, 20 e 21, o município recebe, aproximadamente, 600 pombos-correios, que vão representar 14 Associações Columbófilas Distritais de Portugal e três países mediterrânicos [ver peça ao lado].

Numa organização da Associação Columbófila do Distrito de Faro (ACDF), com o apoio da Câmara Municipal de Tavira, da Federação Portuguesa de Columbofilia (FPC) e da Federação Columbófila Internacional (FCI), os ‘atletas’ prometem mostrar credenciais perante os visitantes do evento.

O presidente da direção da ACDF, Rui Emídio, revela que "as expectativas são as melhores, pois o que temos para oferecer é bom". O responsável realça algumas iniciativas do programa da Exposição, "entre as atividades destacava a feira comercial, que irá contar com empresas nacionais e internacionais ligadas à columbofilia, o colóquio, a conferência organizada pela FCI ou a Feira de Artesanato".

Na vertente competitiva, os pombos inscritos na 45ª Exposição Nacional concorrem em duas classes, sport e standard. Na classe sport participam os três melhores pombos-correios apurados nas exposições distritais nas sete categorias: velocidade, meio-fundo, fundo, absoluta, maratona, yearlings e adultos. Na classe de standard há três categorias a concurso: olímpica, livre e borrachos, estando a competição dividida em machos e fêmeas. As associações estão representadas, em cada uma das categorias, por um máximo de cinco pombos-correios. Nas duas classes, cada ‘atleta’ só pode participar numa única categoria.

Na opinião do presidente da FPC, José Luís Jacinto, "o evento promove o encontro e o convívio entre praticantes da modalidade e admiradores do pombo-correio", mas o objetivo passa também "por abrir as portas à juventude, às comunidades locais e a todos os visitantes que se desloquem até ao Parque de Exposições de Tavira", assegura.

A cerimónia de abertura decorre às 9 horas de sábado, dia 20, e o dirigente deixa uma garantia aos visitantes: "Quem vier poderá aprender mais um pouco sobre o que é a columbofilia, ao mesmo tempo que desfruta de um fim de semana numa região ímpar". As portas estão abertas ao público até às 18 horas de domingo.

Exposição Mediterrânica decorre em simultâneo

Tavira recebe a 45ª Exposição Nacional e também a primeira edição da Exposição Mediterrânica". O evento resultou de uma ideia que foi debatida em janeiro de 2017, durante as Olimpíadas de Columbofilia, que decorreram em Bruxelas, como revela o presidente da ACDF, Rui Emídio: "Após uma conversa com o presidente da FPC, na qual participaram também o vice-presidente da Real Federación Colombófila Española, o presidente da Federazione Colombofila Italiana e o presidente da FCI, István Bardos, surgiu a ideia de organizar uma exposição mais alargada, capaz de agrupar os países mediterrânicos". O facto de as regiões banhadas pelo Mar Mediterrâneo terem muitas marcas linguísticas provenientes do latim foi outro fator que contribuiu para criação da nova prova. Nesta primeira edição, para além de Portugal, também a Espanha e a Itália terão ‘atletas’ em Tavira.

Para futuras exposições, o objetivo passa por aumentar o número de países participantes na Exposição Mediterrânica, como refere o presidente da FPC, José Luís Jacinto: "Pretendemos ter um espaço mais alargado e que inclua, para além dos países mediterrânicos, as nações da América do Sul". A vontade de contar com os países latino-americanos também surgiu durante as Olimpíadas, revela Rui Emídio: "Outra das sugestões foi que também fossem convidados os países da América do Sul, pois muitos deles têm na origem a língua portuguesa ou o castelhano". A classificação de todos os ‘atletas’ da Exposição Mediterrânica decorre na tarde de sábado.

FPC promove conferência

Outra das novidades em 2018 é a realização de uma conferência internacional organizada pela FPC, com o apoio da FCI. Tendo como foco as questões que afetam a columbofilia praticada nos países mediterrânicos e latino-americanos, é destinada aos delegados das várias federações nacionais. A ação, que decorre em paralelo com a Exposição, começa na sexta-feira, dia 19, data em que a Exposição está encerrada, e termina no final do dia seguinte. Naquele que é o primeiro encontro do género com o apoio da FCI, a nível regional, serão abordas temáticas como "a saúde animal, a competição columbófila ou as novas tecnologias na columbofilia", ressalva José Luís Jacinto. Está prevista a presença de delegados de Portugal, Argentina, Brasil, Egito, Espanha, França, Grécia, Itália, Malta, Marrocos e Turquia.