Tony Estanguet, líder da candidatura de Paris à organização dos Jogos Olímpicos de 2024, garantiu esta terça-feira que o novo presidente francês, Emmanuel Macron, é um acérrimo defensor da proposta apresentada ao Comité Olímpico Internacional (COI), à semelhança do que já sucedia com o seu antecessor, François Hollande.

"Emmanuel Macron disse que queria apoiar a candidatura até a vitória final, embora não tenha entrado em detalhes sobre sua possível presença em Lima", revelou Estanguet, no final de uma visita de avaliação de três dias do COI, durante a qual teve lugar uma reunião, no Palácio do Eliseu, que juntou o Presidente da República, que tomou posse no último domingo, a presidente da câmara de Paris, Anne Hidalgo, os membros da comissão de avaliação e os dois rostos da candidatura gaulesa: Tony Estanguet e Bernard Lapasset.

A referência à eventual presença de Macron em Lima prende-se com o facto do anúncio da cidade escolhida - o outro candidato é Los Angeles, nos Estados Unidos - ter lugar na capital do Peru, a 13 de setembro de 2017. Garantida está a deslocação do Presidente francês à sede do COI, em Lausane, na Suíça, para uma apresentação da candidatura a 11 a 12 de julho deste ano.

"Macron está na continuidade de Hollande. Está pessoalmente envolvido na candidatura. É um gesto muito, muito forte que mostra a unidade e força de Paris 2024", argumentou Estanguet, o tricampeão olímpico de canoagem.

O chefe da comissão de avaliação do COI, Patrick Baumann, elogiou a proposta de Paris, não evitando estabelecer uma comparação, ainda que superficial, com o projeto norte-americano.

""Se olharmos para ambas as propostas, do ponto de vista técnico, não há dúvida de que ambos são capazes de organizar os Jogos Olímpicos. Eles [Los Angeles] têm uma cultura diferente e uma história diferente e, portanto, a sua própria visão dos Jogos Olímpicos. Os membros do COI terão que escolher entre uma visão e outra", defendeu Baumann.

A comissão de avaliação, dirigida por Baumann, vai publicar a 5 de julho relatórios sobre as propostas de Paris - que organizou os Jogos em 1924 - e Los Angeles - que os acolheu em 1984.

Autor: João Lopes