Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

PyeongChang'2018: Bjorgen iguala Bjorndalen no recorde de medalhas em Jogos de inverno

Norueguesa conquistou a 13.ª medalha olímpica

• Foto: EPA
A norueguesa Marit Bjorgen igualou este sábado o seu compatriota Ole Einar Bjorndalen como atleta mais medalhada em Jogos Olímpicos de inverno, após alcançar o seu 13.º pódio.

Marit Bjorgen integrou este sábado a estafeta da Noruega que conquistou a medalha de ouro nos 4,5 quilómetros de esqui de fundo, o que lhe permitiu igualar o feito do seu compatriota de 13 pódios em Jogos de inverno.

A esquiadora, que completa 38 anos no próximo mês de março, conquistou a sua primeira medalha nesta mesma prova dos 4,5 quilómetros nos jogos de Salt Lake City, em 2002, e obteve uma segunda em Turim em 2006, para, nos Jogos de 2010, em Vancouver, conseguir o seu recorde pessoal de medalhas numa edição, com cinco. Nos Jogos de 2014, em Sotchi, alcançou três pódios, feito que já igualou em PyeongChang.

Das 13 medalhas conquistadas, sete são de ouro.

O dia em PyeongChang ficou igualmente marcado pela vitória do japonês Yuzuru Hanyu, que conservou o título olímpico de patinagem artística, o que já não acontecia há 66 anos e que ganhou ainda mais relevo por o patinador ter recuperado há pouco tempo de uma lesão.

A performance histórica de Hanyu, bicampeão do mundo (2014 e 2017), permitiu-lhe igualar o feito do norte-americano Dick Button, que se sagrou campeão olímpico nas edições de 1948 e 1952.

O Japão conquistou mesmo a dobradinha no programa de patinagem artística masculino, com Hanyu a vencer com 317,85, sendo secundado pelo seu compatriota Shoma Uno (306,90), enquanto a Espanha conquistou uma medalha de bronze inédita na disciplina com o terceiro lugar de Javier Hernandez (305,24).

No hóquei no gelo, a República Checa impôs a primeira derrota em Jogos Olímpicos, depois de 2010 ,ao Canadá, duplo detentor do título olímpico, ao vencer por 3-2, após a disputa de penáltis.

Sem os jogadores que alinham na Liga norte-americana - não fez pausa durante os Jogos -, o Canadá conta com uma equipa menos forte do que a que conquistou os títulos de 2010 e 2014, embora se mantenha no pelotão dos favoritos, apesar da derrota.

Os canadianos já não perdiam desde os jogos de 2010, quando foram derrotados na fase de grupos pelos Estados Unidos, mas isso não lhes impediu de se sagrarem campeões olímpicos nos Jogos que organizaram em Vancouver, derrotando na final precisamente a equipa norte-americana.

O dia fica ainda marcado pela conquista da medalha de prata da suíça Mathilde Gremaud na disciplina de esqui slopstyle, apenas um dia depois de ter sido hospitalizada com sintomas de comoção cerebral, após uma queda forte durante um treino na sexta-feira.

Depois de ter sido assistida no hospital, Gremaud recebeu finalmente autorização para participar na prova deste sábado, no final da qual conquistou a medalha de prata, logo atrás da sua compatriota Sarah Hoefflin.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Jogos Olímpicos de Inverno

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M