Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

PyeongChang2018: Presidente do COP e chefe de missão felizes com participação lusa

José Manuel Constantino e Pedro Farromba afirmam que foi "uma prestação muito positiva"

• Foto: Manuel Araújo
O presidente do Comité Olímpico de Portugal (COP), José Manuel Constantino, e o chefe de missão, Pedro Farromba, fizeram esta terça-feira um balanço positivo da participação lusa nos Jogos de inverno PyeongChang2018.

"É um balanço positivo. Cumpriram-se as expectativas e num caso até se ultrapassou em relação aos resultados desportivos. Esta missão vale também pelas relações de proximidade que se estabelecem no âmbito da diplomacia desportiva, com outros comité olímpicos, com o Comité Olímpico Internacional, com as federações desportivas internacionais. No plano desportivo e no plano diplomático, consideramos que foi uma representação positiva", assumiu o presidente do COP.

À chegada a Lisboa, após o regresso da Coreia do Sul, José Manuel Constantino quis dar "os parabéns pelos resultados que alcançaram" os dois representantes lusos nos Jogos - Arthur Hanse (66.º no slalom gigante e 38.º no slalom) e Kequyen Lam (113.º nos 15km estilo livre de esqui de fundo).

Constantino salientou, sobretudo, a "relação de proximidade" conseguida pela Federação de Desportos de inverno de Portugal (FDIP) em PyeongChang, e a presença do presidente do Comité Olímpico Internacional junto da delegação portuguesa.

"Estas coisas não valem a pena apenas pelos resultados desportivos que se alcançam, mas também pelas relações de proximidade que se conseguem estabelecer e que trazem vantagens noutros planos. Nesse balanço consideramos que foi uma prestação muito positiva", assumiu.

Para Pedro Farromba, presidente da FDIP e que foi chefe de missão, disse também que chega a Portugal com "um balanço positivo".

"Nós tínhamos estabelecido uma série de parâmetros para a missão, que passavam por ter uma melhor classificação no 'cross country', conseguimos, num momento que se tornou épico naquilo que é o espírito olímpico [Kequyen Lam esperou pelos últimos classificados junto à meta]. Depois tivemos duas provas do Arthur, uma muito boa no slalom gigante e uma excelente no slalom, com um 38.º lugar, que está já ao nível dos grandes países. O que nos deixa com muita vontade de olhar já para o próximo ciclo olímpico", referiu.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Jogos Olímpicos de Inverno

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M