Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Rui Costa termina na 10.ª posição

Medalha de ouro vai para o belga Greg van Avermaet

• Foto: Lusa

19h56 - André Cardoso e José Mendes também atingiram a meta, respetivamente, nas 79.ª e 81.ª posições. Nélson Oliveira desistiu após uma queda aparatosa, aprentemente sem consequências graves. Quarta-feira, na prova de contrarrelógio, verificar-se-á quais os reflexos desta queda no ciclista português.

19h45 -
O cilcista português fez mais 2,31 minutos do que o vencedor Greg van Avermaet, o primeiro belga a conquistar uma medalha de ouro em ciclismo desde 1952.  

19h43 - Rui Costa é 10.º classificado, passando sobre a linha de chegada o britânico Geraint Thomas. Melhora em três posições, em relação a Londres 2012, quando fora 13.º. 

19h40 - O ouro fica para Greg van Avermaet. A prata está entregue a Jakob Fuglsang. O bronze pertence a Rafal Majka. Perdeu a escassos metros da meta.

19h37 - Rafal Majka tenta, mas não vai resistir ao ataque do dinamarquês Fuglsand e do belga Greg van Avermaet. O pódio está encontrado.


19h36 - Majka segue com 10 segundos de vantagem sobre dois perseguidores

19h27 - Mais uma queda determinante. Nibali e Helao caem na descida e estão fora da corrida. O polaco Rafal Majka ficou completamente isolado na frente da corrida. Rui Costa sobe ao 11.º lugar da geral, mas continua a mais de 2 minutos do líder.

19h21 - No início da descida da Tijuca, a última descida da Tijuca, pode estar a desenhar-se o pódio da prova de Estrada dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. A cabeça da corrida é composta pelo colombiano Sergio Henao, o italiano Vicenzo Nibali e o polaco Rafa Majka.

19h18 - Rui Costa
estará a mais de 1 minuto da cabeça da corrida. Só uma ponta final demolidora poderia levar um ciclista português ao pódio. Ultrapassa Froome e não desiste!

19h13
- A 19 quilómetros do final o espanhol Joaquim Rodríguez e o sul-aficano Louis Meintjes juntam-se ao grupo de líderes. O próximo a fazê-lo deverá ser o francês Julian Alaphilippe. Henao e Nibali assumem o comando.

19h03 - Andrey Zeits volta a esticar a corda e aparentemente a anula Aru e Yates. Rui Costa segue mais atrás. Joaquim Rodríguez, o espanhol, saiu calmamente do pelotão e foi buscar o grupo fugitivo, na subida. Christopher Froome também ataca. Rui Costa vai atrás dele.

18h58
- São 38 os segundos que separam o grupo dos líderes da cabeça do pelotão, onde Alejandro Valverde e Fabian Cancellara vão fazendo as despesas da corrida. No grupo líder, três italianos, Caruso, Nibali e Aru, e dois britânicos, Geraint Thomas e Adam Yates

18h53 - O grupo líder é encabeçado pelos italianos. O pelotão encontra-se 51 segundos mais atrás, puxado por Fabian Cancellara. Rui Costa vem neste grupo. 

18h47
- O australiano Richie Porte também não termina a descida. A corrida também terminou para ele. Entretanto, o grupo líder é reforçado por dois italianos Fabio Aru e Vicenzo Nibali, dois britânicos. Os espanhóis Valverde e Rodríguez vêm logo a seguir, com Rui Costa atrás deles. O português está na luta. 

18h44 - Queda aparatosa de Nélson Oliveira na descida vertiginosa da Vista Chinesa. Terminou a corrida para o ciclista português. Aparentemente não ficou magoado, mas a bicicleta ficou irrecuperável. 

18h38 -  Andrey Zeits, do Casaquistão, junta-se ao grupo líder, que perdeu o o heróico Michal Kwiatkowski, que mantém uma vantagem de 30 segundos de sobre o pelotão. 

18h34 - Rui Costa
continua no grupo principal com Nélson Oliveira sempre a seu lado.

18h32
- A prova é agora liderada por um grupo composto por Greg van Avermaet, Damiano Caruso, Geraint Thomas, Rein Taarame e Henao Montoya e também pelo polaco Michal Kwiatkowski, que tenta menter-se ali por perto. A 43 quilómetros do final, o pelotão está a 27 segundos.

18h24 - Acabou-se a aventura de Michal Kwiatkowski. O ciclista polaco que andou 170 quilómetros fugido é 'engolido' pelo grupo intermédio. Pavel Kochetkov já fora ultrapassado. Integra agora um segundo grupo intermédio, composto por um ciclista croata e um cazaque. É Sérgio Henao Montoya quem se chega à frente.

18h17
- Nélson Oliveira puxa Rui Costa para a frente do pelotão. Trabalho brilhante do contrarrelogista português. Pelotão encurta distância para os fugitivos e para o grupo intermédio.

18h12 - O grupo intermédio, composto por Greg van Avermaet, Damiano Caruso, Geraint Thomas, Rein Taarame e Henao Montoya segue 37 segundos atrás de Pavel Kochetkov e Michal Kwiatkowski e têm 21 segundos de vantagem sobre o pelotão. A meta está a 50 quilómetros.

18h09
- O pelotão começa a esticar. Rui Costa cai algumas posições no seio do grupo, que é agora encabeçado por espanhóis e britânicos. Christopher Froome, vencedor do Tour, surge bem posicionado.

17h54 - A 66 quilómetros da linha final, os dois resistentes da fuga mantêm cerca de 30 segundos sobre o grupo intermédio e este uns 25 segundos à frente do pelotão, liderado por três espanhóis e com três portugueses em boa posição: Rui Costa, Nélson Oliveira e André Cardoso.

17h49 -
O colombiano Henao Montoya junta ao grupo intermédio, que tem agora uma vantagem de 15 segundos sobre o pelotão e 43 segundos de atraso para os dois fugitivos que ainda resistem.

17h42
- O belga Greg van Avermaet, o italiano Damiano Caruso e o britânico Geraint Thomas descolam do pelotão. Ataque muito forte, a que se junta também Rein Taarame, da Estónia. 

17h30 - Pavel Kochetkov vai resistindo como pode, mas a fuga parece condenada ao fracasso e Michal Kwiatkowski parece já ter descolado. Em breve será engolido pelo pelotão.

17h33
 - Um minuto e 10 segundos separa os fugitivos do pelotão. Dificilmente os quatro resistentes terminarão a a primeira volta ao circuito da Tijuca, na frente da prova. Itália e Bélgica aceleram o ritmo. Albasini e Bystrom já foram apanhados pelo pelotão.

17h27 - José Mendes reagrupa. Os quatro portugueses seguem bem colocados na frente do pelotão, quando os fugitivos já iniciaram a subida de 8.900 metros no Parque da Tijuca. O suíço Michael Albasini e o norueguês Sven Erik Bystrom descolam do grupo em fuga. Em breve serão apanhados pelo pelotão.

17h09 -
Os cinco ciclistas espanhóis surgem agora na frente do pelotão. Jonathan Catroviejo, Imanol Ervitti Ollo, Jon Izaguirre, Joaquim Rodríguez Oliver e Alejandro Valverde impõem o ritmo. Christopher Froome reintegra-se e os portugueses surgem bem colocado. José Mendes perdeu há muito o contacto com o grupo mais numeroso.

17h04
- Três portugueses juntos na cabeça do pelotão. André Cardoso, Rui Costa e Nélson Oliveira parecem em condições de poder discutir a vitória. Froome parou para satisfazer necessidades fisiológicas e perdeu algum tempo para o grupo da frente. O grupo em fuga aumenta a vantagem para 2,15 minutos.

16h48 - O britânico Thomas Geraint aproveita a descida para impor um ritmo mais forte. Nélson Oliveira tenta não perder o contacto com o grupo da frente do pelotão, que está agora a 1,45 minutos de distância. José Mendes perde o contacto com o que resta do pelotão, quando este deixa o Parque Natural Municipal de Grumari. Seguem-se 26 quilómetros até ao Parque da Tijuca.

16h42
- Última passagem pelo circuito de Grumari. Dentro de alguns minutos inicia-se o regresso ao Rio de Janeiro. A distância entre o grupo de seis fugitivos e a cabeça do pelotão é agora de 2.26 minutos.

16h39 - O pelotão acelera. A fuga parece condenada ao fracasso. Nélson Oliveira surge no grupo que puxa pelo pelotão. Faltam ainda 111 quilómetros para a meta.

16h11
- Pelotão continua muito compacto, com a equipa britânica a manter-se à cabeça, numa altura em que o italiano Fabio Aru fura e tem de receber uma roda dianteira nova. Muitos problemas mecânicos, decorrentes dos dois quilómetros de empedrado que caracteriza este circuito disputado no  Parque Natural Municipal de Grumari.

15h55 - Rui Costa surge na parte mais recuada do pelotão, liderado por espanhóis, italianos e britânicos. O desgaste provocado pelo problema mecânico pode revelar-se fatal nos 140 quilómetros que ainda faltam para a meta. O grupo fugitivo, apesar dos esforços do suíço Michael Albasini e do polaco Michal Kwiatkowski para imporem um ritmo mais forte, vai perdendo tempo. A diferença já é inferior a 5 minutos.

15h52
- Corridas sem alterações no comando. Grupo de fugitivos mantém a vantagem superior a 5 minutos em relação ao pelotão, onde espanhóis e ingleses vão impondo o ritmo. Faltam 146 quilómetros para a meta.

15h25 - A 159 quilómetros da meta, Rui Costa volta a integrar o pelotão principal da corrida, de novo liderado pelos espanhóis, que vão recuperando tempo para o grupo positivo.

15h18 -
Ciclista português perde momentaneamente o contacto com o pelotão, onde seguem André Cardoso, Nélson Oliveira e José Mendes. Bauke Mollema, o belga que também teve problemas mecânicos, já retomou o contacto com o grupo principal. Rui Costa tenta também recolar ao pelotão.

15h11 - Rui Costa
aparece finalmente na corrida e pelos piores motivos. O ciclista português tem de mudar de bicicleta, devido a um problema mecânico. Parece, todavia, em condições de recolocar-se no pelotão. 

14h55
 - A equipa da Grã-Bretanha assume agora as despesas do pelotão, com Ian Stannard na frente e Thomas Geraint e Christopher Froome, o vencedor do Tour, ali muito perto. Os portugueses seguem de perto as movimentações na cabeça do pelotão.

14h52 - A 180 quilómetros da meta, o pelotão, encabeçado por italianos e espanhóis, vai encurtando a distância para o grupo fugitivo, que é agora de 6.45 minutos

14h35
- Mais um turco a ver as suas aspirações caírem por terra. Na zona empedrada do Parque Natural Municipal de Grumari, Ahmet Orken sofre uma queda e fica fora da corrida.

14h24 - A equipa portuguesa mantém-se integrada no pelotão, mas não toma a iniciativa. Deixa-a a cargo dos espanhóis. O grupo fugitivo já se aproxima do Parque Natural Municipal de Grumari, onde os ciclistas vai ter de percorrer um percurso, por 4 vezes. Segue-se uma subida 1.200 metros.

14h20
- A 200 quilómetros do final, a equipa espanhola tenta espevitar o andamento do pelotão. Os fugitivos levam já cerca de 7.55 minutos de avanço. Jonathan Catroviejo, Imanol Ervitti Ollo, Jon Izaguirre, Joaquim Rodríguez Oliver e Alejandro Valverde tentam acelerar o ritmo.

14h06 - O pelotão segue em ritmo de passeio. A fuga parece não assustar. Faltam 210 quilómetros para o final.

13h56
- Seis ciclistas a descolarem do pelotão, com pouco mais de 10 quilómetros de corrida. O grupo fugitivo é composto pelo colombiano Jarlinson Pantano, o russo Aleksei Kurbatov, o suíço Michael Albasini, o alemão Simon Geschke, o norueguês Sven Erik Bystrom e o polaco Michal Kwiatkowski. O pelotão não parece muito incomodado com a tentativa. A diferença é de cerca de um minuto.

13h48 - Numa altura em que o argelino Youcef Reguigui tenta esticar o pelotão, esboçando uma espécie de fuga, o turco Onur Balkan sofre uma queda e parece afastado da corrida. Quem também já abandonou a prova foi o holandês Tom Dumoulin, que se ressentiu de uma lesão no pulso, sofrida na Volta a França. 

13h37 - São 144 ciclistas em representação de 64 países. Apenas cinco deles são representados por cinco corredores, o máximo permitido. São eles Colômbia, Grã-Bretanha, Bélgica, Itália e Espanha. Portugal optou por apresentar apenas quatro ciclistas, que seguem integrados no pelotão, que segue compacto. 

13h30 - Início da prova. O pelotão já está na estrada. Compacto, como seria de prever!

Depois da seleção de futebol se ter estreado nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro antes da inauguração oficial, hoje é a vez do ciclismo nacional se fazer à estrada. Rui Costa é o cabeça de cartaz que tem ainda nas suas fileiras André Cardoso, Nélson Oliveira e José Mendes.

A prova Estrada (241,5 quilómetros) tem início marcado para 9H30 (hora local, mais 4 horas em Lisboa) e será corrida sob uma temperatura média de 30 graus e uma elevada taxa de humidade. Um adversário que pode jogar contra a equipa nacional.

Rui Costa previu isso mesmo, na 'coletiva' com os jornalistas portugueses. "O percurso é muito duro e a segunda parte mais dura ainda. O clima será mais quente do que aquele que estávamos à espera. Será algo a ter em conta. É preciso cuidar a alimentação e a hidratação. Já sabemos disso", assegurou o Campeão do Mundo de Estrada, em 2013.

Já este sábado, antes do arranque da prova, Rui Costa deu conta do estado de espírito da equipa nas redes sociais.




Record
cá estará para lhe dar conta de todas a incidências de uma prova que deverá terminar por volta das 20 horas portuguesas.
Por João Lopes
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ciclismo de Estrada

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M