Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Tristeza e orgulho juntos na cabeça de Bruno Varela

Guardião resignado com goleada e afastamento

• Foto: Paulo Calado

Bruno Varela, de 21 anos, sofreu ontem o dobro dos golos que havia encaixado até então nos Jogos Olímpicos. Um número que não muda a maneira de pensar do guarda-redes. "Saio triste, muito triste, porque queria mais, tanto eu como a equipa, mas saio orgulhoso. Por mim, pelos meus colegas e por todo o staff. Nunca é fácil chegar onde chegámos", apontou o camisola 1 de Portugal, fazendo um balanço positivo da experiência: "Valeu a pena estar nos Jogos Olímpicos. Aliás, vale sempre a pena estar na seleção, a representar o meu país, nem que seja num jogo particular. Dei o meu melhor e espero ser valorizado, tal como os meus colegas".

Quanto ao jogo, Bruno Varela concordou que o desfecho é justo. "Fomos inferiores à Alemanha. Não fizemos uma boa primeira parte e a segunda também não foi boa. A verdade é que não jogámos ao nosso nível, mas a atitude esteve sempre lá. Temos é de dar o mérito ao adversário", acrescentou

Por David Novo. Brasília. Brasil
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Futebol

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M