Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Vânia Neves falhou qualificação para os Jogos

Terminou em 16.º a maratona de 10 quilómetros

• Foto: FPN
A portuguesa Vânia Neves falhou este sábado a qualificação para os Jogos Olímpicos do Rio'2016, ao terminar em 16.º a maratona de 10 quilómetros de natação em águas abertas, em Setúbal.

Angélica André, a outra portuguesa presente na competição disputada no estuário do rio Sado, foi 19.ª, numa prova vencida pela chinesa Xin Xin, que cumpriu o percurso em 1:55.12 horas, batendo na ponta final a britânica Keri-Anne Payne e a equatoriana e Samantha Arevalo.

Vânia Neves lutou pelo apuramento até à última braçada, acabando por morrer na praia na última volta, cedendo perante a espanhola Erika Villaecija, que assegurou a última vaga europeia, com o 14.º lugar, em 1:57.11.

"Foi a prova da minha vida. Tentei qualificar-me até ao fim e dei tudo o que tinha. Saio de Setúbal com o sentimento de dever cumprido", frisou a nadadora do Clube Fluvial Portuense, que foi ainda superada pela canadiana Stephanie Horner, 15.ª e que assegurou também uma vaga continental, em 1:57.26.

Vânia Neves nadou quase sempre no grupo das 20 primeiras e só a partir da quarta volta é que reparou na presença de Angélica André, companheira de clube.

"Estas corridas em águas abertas são muito imprevisíveis. Evitei sempre o contacto físico e acho que fiz uma prova inteligente. Existiu muito contacto físico, nomeadamente por parte das chinesas, que são muito agressivas", adiantou Vânia Neves, que cumpriu a distância em 1:57.27 horas.

A nadadora natural de Viana do Castelo falhou a qualificação olímpica, mas não se sente frustrada e nem sequer pensa numa presumível participação nos Jogos de Tóquio'2020.

"Já tenho 25 anos e agora não quero pensar nisso. Estou muito satisfeita com o meu desempenho nesta competição", concluiu.

Angélica Neves rodou entre as cinco primeiras classificadas nas duas primeiras voltas, mas depois quebrou.

"Não estou desiludida. Sei que trabalhei muito para tentar a qualificação olímpica. Comecei muito bem, mas a partir da quinta volta começaram a doer-me os braços e acabei por ceder e cair para o 19.º lugar", constatou a nadadora portuense que, aos 22 anos, ainda não desistiu de tentar um novo apuramento olímpico.




Feitas as contas finais, qualificaram-se para o Rio'2016: Xin Xin (China), Keri-Anne Payne (Grã-Bretanha), Samantha Arevalo (Equador), Chelsea Gubecka (Austrália), Yumi Kilda (Japão), Michelle Webber (África do Sul), Joanna Zachoszcz (Polónia), Paola Perez (Venezuela), Spela Perse (Eslovénia), Jana Pechanova (República Checa), Erika Villaecija (Espanha), Stephanie Horner (Canadá), Heidi Gan (Malásia) e Charlotte Webby (Nova Zelândia).

Para domingo, pelas 16:00, está agendada a maratona de qualificação olímpica em águas abertas no setor masculino, também em Albarquel, com Portugal representado por Rafael Gil e Vasco Gaspar.
Por Lusa
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Natação de águas abertas

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M