O judo é uma das modalidades que mais eleva o nome de Portugal por esse mundo fora e no último fim de semana, no Grand Prix de Zagreb (Croácia), assistiu-se a mais um brilharete, que resultou em três medalhas. A luso-cubana Yahima Ramirez alcançou o bronze em -78 kg; Jorge Fonseca (-100 kg) e Sergiu Oleinic (-66 kg) conquistaram a prata. Record esteve à conversa com os dois últimos que, para além de terem alcançado o segundo lugar do pódio e a respetiva medalha, também subiram de forma significativa no ranking... e ainda faltam três anos para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

"Fiquei muito contente com a minha prestação na prova e, para além da medalha, é sempre gratificante olharmos para o ranking mundial e vermos que estamos bem posicionados na nossa categoria. É sempre um indicador do trabalho que vimos fazendo ao longo da temporada. Lembro-me que quando fui aos Jogos do Rio de Janeiro era 70º ou 80º do ranking e agora estou no top 10", congratulou-se o sportinguista Sergiu Oleinic, de 31 anos, que com esta prata ascendeu 5 posições no ranking, estando agora no 9º lugar da lista.

"Ouro em Abu Dhabi"

Jorge Fonseca, por sua vez, espera melhorar este resultado e chegar ao ouro já no Grand Slam de Abu Dhabi, no final deste mês. "Isto é um misto de sentimentos. Estou triste porque queria o ouro mas contente porque, afinal de contas, sei que consegui um bom resultado. Apesar da concorrência, vou lutar pelo primeiro lugar já em Abu Dhabi" realçou o judoca do Sporting, que subiu nove lugares, sendo agora 12º do Mundo.

"O meu grande objetivo é conseguir chegar ao top 3 e vou dar o meu máximo por consegui-lo. Sei que vai exigir muito de mim mas também tenho noção que vou colher os frutos daqui a uns tempos. Vou focar-me em melhorar fisicamente" apontou o atleta de 24 anos.