O regresso da Alemanha e da França ao Mundial de Fórmula 1 é a principal novidade do calendário provisório para 2018, divulgado na quarta-feira, que passará a ter 22 corridas, mais uma do que o campeonato deste ano.

Apesar de promover o regresso da categoria rainha do desporto automóvel a Hockenheim e Paul Ricard, que não recebe uma corrida de F1 desde 1990, o calendário do próximo ano deixa de fora a prova da Malásia, o que eleva o número de provas para 22.

A França foi palco de uma corrida F1 pela última vez em 2008, mas no circuito de Magny-Cours, enquanto Hockenheim, um dos circuitos históricos da disciplina, falhou a 'chamada' apenas no ano passado.

O Conselho Mundial da Federação Internacional do Automóvel (FIA) decidiu também inverter a ordem da segunda e terceira prova do Mundial, com o Bahrain a anteceder a China, depois de uma etapa inaugural na Austrália, a 25 de março.

O Grande Prémio dos Estados Unidos está marcado para 21 de outubro, no circuito de Austin, no Texas, mas ainda está dependente da confirmação por parte das autoridades norte-americanas.

O Campeonato do Mundo de F1 de 2018 prolonga-se, exatamente, por oito meses, terminando a 25 de outubro, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.

Calendário provisório do Mundial de F1 de 2018:

25 março: Melbourne, Austrália.

8 abril: Sakhir, Bahrain.

15 abril: Xangai, China.

29 abril: Baku, Azerbaijão.

13 maio: Barcelona, Espanha.

27 maio: Mónaco.

10 junho: Montreal, Canadá.

24 junho: Paul Ricard, França.

1 julho: Spielberg, Áustria

8 julho: Silverstone, Inglaterra.

22 julho: Hockenheim, Alemanha.

29 julho: Budapeste, Hungria.

26 agosto: Spa-Francorchamps, Bélgica.

2 setembro: Monza, Itália.

16 setembro: Singapura.

30 stemebro: Sochi, Rússia.

7 outubro: Suzuka, Japão.

21 outubro: Austin, United States (a).

28 outubro: Cidade do México, México.

11 novembro: São Paulo, Brasil.

25 novembro: Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos.

(a) Sujeito a confirmação.

Autor: Lusa