O alemão Sebastian Vettel, em Ferrari, venceu este domingo o Grande Prémio do Brasil, somando a sua quinta vitória da temporada. O germânico, de 30 anos, reforçou assim a sua segunda posição no Mundial de pilotos, agora com 302 pontos, mais 20 do que o finlandês Valterii Bottas, o terceiro no campeonato, que esta tarde em Interlagos foi o segundo colocado, a 2,762 segundos do alemão. Quanto ao terceiro lugar do pódio, foi para outro finlandês, Kimi Räikkönen, que levou o seu Ferrari ao terceiro posto, a 4,600 segundos de Vettel.

Ainda assim, refira-se, o terceiro posto de Räikkönen foi uma dúvida até praticamente à bandeirada de xadrez, isto porque atrás do nórdico vinha, já 'coladíssimo', o britânico Lewis Hamilton, que para este Grande Prémio largou de... último. O campeão do Mundo galgou várias posições e entrou mesmo na luta pelo pódio, objetivo que falhou por menos de um segundo (ficou a 0,868 segundos).

Nota ainda para Felipe Massa, que no seu derradeiro GP em 'casa', ficou no sétimo posto, a mais de um minuto de Vettel. O brasileiro, que no final da temporada se irá retirar, foi naturalmente ovacionado pelos milhares de adeptos assim que finalizou a prova. Depois, na cerimónia do pódio, Massa foi chamado ao palco e levou os fãs à loucura.

Autor: Fábio Lima