Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Tempo de paragem prolongado ditou penalização a Paulo Gonçalves

Organização diz português só poderia ter ficado parado 15 minutos

• Foto: EPA
Depois de na quinta-feira o nome de Paulo Gonçalves ter subitamente surgido com uma penalização de 51 minutos, eis que a organização do Dakar'2016 explica por que razão tomou tal decisão. Segundo esta, o português ficou parado mais de uma hora no CP2 da 9.ª etapa, ao contrário dos supostamente regulamentares 15 minutos.

"Os oficiais de corrida deram-lhe uma penalização de 50 minutos. (...) Apenas autorizado a parar durante 15 minutos no CP2 durante a etapa 9, o português ficou ali mais de uma hora a tentar reparar o radiador da sua Honda", pode ler-se na justificação apresentada pela organização.

Recorde-se que, na nona etapa, o português viu o radiador da sua Honda ser perdurado por um ramo de uma árvore, situação que o obrigou a ficar parado - e aparentemente sem qualquer possibilidade de prosseguir. No entanto, e como a especial seria entretanto encurtada, o português conseguiu chegar ao bivouac rebocado por um colega de equipa e manteve-se em prova.

Com esta penalização, Paulo Gonçalves caiu para o oitavo posto e ficou praticamente arredado da luta pelo pódio.
Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Dakar'2016

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M