Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

O duo horribilis

São eles a Sentinela e o Speedox. Dois elementos que a tecnologia trouxe para os ralis tornando-os mais seguros, mas que são odiosos. Ou seja, reconhecemos a sua utilidade, aceitamo-los sem reserva porque nos são úteis mas detestamo-los quando atuam. Eu passo a explicar: o Speedox é um sistema que está ligado ao GPS e que serve para nos avisar quando excedemos a velocidade. O GPS é o espião, regista as nossas infrações e vai contar à organização. O Speedox é o nosso aliado que tenta impedir-nos que as façamos emitindo um sinal sonoro que nos alerta quando estamos a chegar aos limites de velocidade: 50 ou 30 km/h nas aldeias, 150 km/h de velocidade máxima permitida para os camiões. O problema é que o alarme é demasiado estridente e irritante, soa muito alto e põe-nos os cabelos em pé. Irrita até a mais profunda célula do nosso corpo... E sempre passa aquela mensagem: "Estúpida! Estás a fazer asneira!". O que não é nada agradável!
Assim, quando entro numa cidade sei que não me posso aproximar dos 50km/h porque ele começa a apitar. Estabilizo a velocidade automaticamente nos 45 km/h para não estar a ouvir aquele odioso apito. Mas, se por qualquer razão o camião embala um pouco mais e chega aos 45 ele faz Piiii... Irrito-me e baixo a velocidade para os 44 ou 43 km/h e lá vou eu a molengar. Contudo, se ao sair de um semáforo ou cruzamento puxo um pouco a mudança... ele faz Piiiiiiiii... e o navegador grita: "Cinquenta! É cinquenta!" Bolas! Eu sei que é cinquenta. Foi uma pequena distração! Que stress!

Para me defender pus o limitador automático do camião programado para 47 km/h e 147 km/h. Assim, no meio da especial, posso pôr o pé para o fundo e não tenho de estar sempre a olhar para os ponteiros "Vai ser um descanso!" pensava eu. Mas não. O tal bendito Speedox começa a berrar aos 47 km/h e o navegador, embora saiba que tenho o limitador acionado, stressa e grita "Cinquenta! Cinquenta!" como se eu estivesse a ponto de matar alguém! Mas não... O camião embalou um bocadinho e chegou aos 49. Que diabo! Estamos longe dos 50!

Associado a este sistema temos a Sentinela. Quem quiser ultrapassar alguém carrega no botão e o tal alarme horrível soa na moto, carro, ou camião que segue à frente pedindo ultrapassagem. Ora aqui está mais uma razão para o meu ódio em relação a este sinal sonoro. Imaginem o que é ir de acelerador a fundo pensando que sou a piloto mais rápida do mundo e de repente ouço: "Piiiii...Piiii....Piiiii..." Mas, como é possível que alguém esteja em condições de me ultrapassar?!!! Francamente !!!

Quando conduzimos nas dunas o stress é real... Vou sempre ansiosa porque as surpresas desagradáveis são constantes. O coração bate forte, a respiração vai ofegante e eis que, sem mais nem menos, ele desata a berrar fazendo subir ainda mais o nível de ansiedade: " Piiiii... Piiii... Piiiii....Piiiii....Piiii..." "O que é que se passa?!" "Cuidado! Está alguém parado no outro lado da duna!", "Bolas! Exatamente no sítio por onde eu ia passar! Que chatice!"

Acreditem em mim. Não há nada de mais horrível nos ralis do que o Speedox e a Sentinela.

... Mas há momentos em que o piso é bom, então estico as mudanças, ponho o pé no fundo e faço força. O camião embala e fico à espera de o ouvir soar...mas não! Para meu desalento, na maior parte das vezes não se manifesta. Mas, quando o faz...soa como um voz suave ao meu ouvido que me diz: "Boooa! Vais a 150! És a maior!"
Por Elisabete Jacinto
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Elisabete Jacinto na Africa Eco Race

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M