Fernando Álvarez passou de um veterano apaixonado pela natação para a ribalta, depois de ter respeitado sozinho um minuto de silêncio em memória das vítimas do atentado de Barcelona, antes da prova dos 200 metros bruços dos Campeonatos Masters da FINA.

O espanhol, de 71 anos, deitou por terra as chances de fazer um bom resultado, já que ficou quieto na zona de partida durante 60 segundos, mas para si o mais importante era a homenagem, conforme o próprio disse ao jornal 'AS'. "Não estou habituado a estas coisas. Era a minha forma de fazer a homenagem, precisava de o fazer, ainda para mais quando me disseram que não poderia respeitar o minuto de silêncio pelas vítimas. Avisei-os, disse-lhes que o ia fazer. Para mim isto vale muito mais do que ganhar 40 mil medalhas. Estou orgulhoso pelo que fiz. O menos importante era o resultado", assegurou o nadador.



FINA vetou minuto de silêncio mas nadador espanhol furou decisão

FINA vetou minuto de silêncio mas nadador espanhol furou decisão


Autor: Fábio Lima