Ainda sem equipa, o quarterback Colin Kaepernick arrisca-se a ficar nessa situação por muito mais tempo, pelo menos se continuar a acumular polémicas extra-relvado. É que, quando tudo parecia resolvido e o craque, de 29 anos, se aproximava de um acordo com os Baltimore Ravens, eis que a sua namorada deitou tudo a perder.

Através do Twitter, Nessa Diab partilhou uma foto de Ray Lewis abraçado a Steve Bisciotti, dono dos Ravens, comparando a imagem a uma cena do filme 'Django Unchanged', onde o 'escravo' abraça o seu 'dono', o que naturalmente fez recordar o episódio de 2016, quando o jogador, durante o hino norte-americano, se ajoelhou-se em forma de protesto perante os maus tratos aos afro americanos nos Estados Unidos.

Ora, ao saber de tudo isto, Ray Lewis não deixou de partilhar a sua indignação, dando a entender que qualquer interesse... tinha morrido ali. "Tenho lutado por este miúdo por baixo da mesa como mais ninguém! Nunca tive nada contra ele, mas sou contra a forma como fez as coisas. Depois disso, a sua namorada surge e tem este gesto racista, não sabendo que estávamos nos nossos escritórios a tentar contratá-lo", admitiu o antigo jogador, ao 'Inside the NFL'.



Autor: Fábio Lima