Conhece o Valle del Arco Iris? E Matancillas? Já ouviu falar da Piedra del Coyote? Ou das Três Marias? Possivelmente não, tal como nós, antes de aqui chegarmos. O aqui chama-se San Pedro de Atacama e é a porta de entrada para um dos mais áridos desertos do planeta.

A cidade é pequena, tem menos de 2000 habitantes mas uma população flutuante de milhares que aqui estabelecem base para partirem para o deserto. São essencialmente jovens, de mochila às costas, e lotam por completo os muitos hostais da cidade. À noite, a peatonal  rua Caracoles, com os seus ínumeros restaurantes, bares, pequenos comércios e lojinhas de artesanato, fervilha de animação.

Cada um conta as suas aventuras, o que viu, o que sofreu para lá chegar ou de bicicleta ou mesmo a pé, trocam-se experiências, alerta-se para as dificuldades que o dia seguinte pode trazer... É um convívio salutar, divertido e a cidade transfigura-se com essa agitação febril de quem está a viver uma experiência inolvidável.

Como a que nós próprios estamos a viver, ajudados pela excelente colaboração do Jimmy Hanco Vera, da Eco-Rutas Travel, um boliviano que conhece tão bem ou melhor a zona do que muitos nativos.

Hoje, sábado, andámos pelos locais já referidos e ainda pelo Valle de la Luna, pelo Valle de la Muerte, entrámos na Caverna de Sal e, para treinar, chegámos aos 3477 metros. Para treinar pois outras alturas nos esperam.