Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto

San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto
San Pedro de Atacama: Uma cidade frenética às portas do deserto

Conhece o Valle del Arco Iris? E Matancillas? Já ouviu falar da Piedra del Coyote? Ou das Três Marias? Possivelmente não, tal como nós, antes de aqui chegarmos. O aqui chama-se San Pedro de Atacama e é a porta de entrada para um dos mais áridos desertos do planeta.

A cidade é pequena, tem menos de 2000 habitantes mas uma população flutuante de milhares que aqui estabelecem base para partirem para o deserto. São essencialmente jovens, de mochila às costas, e lotam por completo os muitos hostais da cidade. À noite, a peatonal  rua Caracoles, com os seus ínumeros restaurantes, bares, pequenos comércios e lojinhas de artesanato, fervilha de animação.

Cada um conta as suas aventuras, o que viu, o que sofreu para lá chegar ou de bicicleta ou mesmo a pé, trocam-se experiências, alerta-se para as dificuldades que o dia seguinte pode trazer... É um convívio salutar, divertido e a cidade transfigura-se com essa agitação febril de quem está a viver uma experiência inolvidável.

Como a que nós próprios estamos a viver, ajudados pela excelente colaboração do Jimmy Hanco Vera, da Eco-Rutas Travel, um boliviano que conhece tão bem ou melhor a zona do que muitos nativos.

Hoje, sábado, andámos pelos locais já referidos e ainda pelo Valle de la Luna, pelo Valle de la Muerte, entrámos na Caverna de Sal e, para treinar, chegámos aos 3477 metros. Para treinar pois outras alturas nos esperam.

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Record pela Patagónia

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M