A equipa masculina de Oxford venceu este domingo a 163.ª edição da histórica Regata Oxford-Cambridge, com a universidade rival a ter de contentar-se com o triunfo da sua equipa feminina.

Os oito remadores de Oxford cumpriram em 16.59 minutos o percurso no rio Tamisa, entre Putney e Mortlake, em Londres, sendo quatro segundos mais rápidos do que os seus adversários.

Cambridge, que venceu em 2016 para pôr um ponto final na supremacia da universidade rival, manteve-se perto dos 'Dark Blues' durante grande parte da prova, mas não resistiu ao esforço final da embarcação vencedora.

A equipa masculina de Oxford tem agora 80 vitórias contra 82 dos seus rivais.

Como 'prémio' de consolação, os 'Light Blues' conquistaram, momentos antes da derrota da equipa masculina, a vitória no setor feminino, com o tempo recorde de 18.33 minutos.

A emblemática competição anual entre duas equipas de remo das universidades de Oxford e Cambridge nasceu em 1829 e disputa-se, anualmente, desde então, com exceção das suspensões pontuais motivadas pelas duas Guerras Mundiais.

Curiosamente, a edição deste ano esteve em risco, uma vez que no sábado foi encontrada, perto do local de partida da regata, uma bomba da II Guerra Mundial ainda por detonar. No entanto, esta manhã, o engenho foi desativado.

Autor: Lusa