O Sporting nem precisou de João Monteiro para garantir a 12ª Supertaça do seu historial, 3ª consecutiva, ontem, em Vila Real. Os leões, campeões nacionais e detentores da Taça de Portugal, superaram sem problemas o São Cosme (finalista da Taça), da 2ª Divisão, por 3-0, com triunfos inequívocos de Diogo Carvalho, Quadri Aruna e Bode Abiodun. "A nossa equipa foi derrotada pela fortíssima equipa do Sporting", constava ontem a página do Facebook do São Cosme.

E fortíssima é mesmo a palavra certa. A aposta feita esta época, com a contratação de João Monteiro e Diogo Carvalho, já produziu frutos até na Liga dos Campeões, onde os leões entraram com uma vitória diante dos franceses do Pontoise-Cergy, onde alinha o nº 1 português, Marcos Freitas.

"Considero que somos a melhor equipa portuguesa, portanto vamos vencer tudo", avisava ontem Miguel Almeida, o responsável pelo ténis de mesa dos leões, no site do clube. Já Diogo Carvalho, oriundo do Benfica, não escondeu a alegria: "Foi a minha primeira conquista em termos coletivos. Éramos claramente favoritos, mas tivemos de confirmá-lo na mesa. Está a ser de facto um começo de época muito bom."

Antes do arranque do campeonato, a 14 de outubro – o Sporting tem uma jornada dupla na Madeira, com o 1º Maio e o São Roque – os leões jogam novamente na Champions, mas agora em casa, frente aos polacos do Dartom Bogoria, no dia 12.

História no feminino

Em femininos o CTM Mirandela bateu o Ala Nun’Álvares, por 3-1, e conquistou a sua 17ª Supertaça, em 20 edições.


Autor: Isabel Dantas