Roger Federer, de 36 anos, colocou-se ontem a apenas duas vitórias de se tornar no nº 1 mundial mais velho da história, ao garantir a qualificação para a 2ª ronda do ATP 500 de Roterdão, na Holanda, de forma... verdadeiramente supersónica.

O suíço, que precisa de chegar às meias-finais para voltar a ser nº 1 cinco anos e meio depois, derrotou na 1ª ronda o qualifier belga Ruben Bemelmans (116º ATP), por 6-1 e 6-2, em apenas 47 minutos, num dos jogos mais rápidos de toda a época no circuito ATP. Federer volta hoje ao court para defrontar Philipp Kohlschreiber. 

Autor: José Morgado