A vida de um tenista profissional... não pára. Exatamente uma semana depois de disputar a 9ª final ATP da carreira, na terra batida de Kitzbühel, João Sousa atravessou o Atlântico, mudou de piso e apurou-se ontem para a segunda e última ronda da fase de qualificação do ATP Masters 1.000 de Cincinnati, em Mason, nos Estados Unidos.

O vimaranense de 28 anos, 51º do ranking ATP, confirmou o regresso à boa forma e despachou o norte-americano Tim Smyczek, ex-top 100 e atual 222º ATP, por 6-2 e 6-3, num encontro resolvido em apenas 67 minutos.

No final do encontro, Frederico Marques, o treinador de Sousa, mostrou-se agradado com a exibição do seu jogador. "Foi um encontro completo do João. Deu continuidade aos bons resultados, mas o próximo vai ser igualmente exigente", confessou o técnico, a Record.

Ora, o próximo duelo é já na jornada de hoje, a meio da tarde, diante do surpreendente croata Ante Pavic, 483º ATP, que só entrou no ‘qualifying’ como ‘alternate’ de última hora, mas que ontem surpreendeu ao derrotar o norte-americano Ernesto Escobedo, 85º da classificação mundial.

Autor: José Morgado