A tenista portuguesa Michelle Larcher de Brito, número 234 do ranking mundial, disse esta sexta-feira que o próximo grande objetivo é conseguir entrar no qualifying para Roland Garros, segundo Grand Slam do ano.

A número 1 portuguesa, classificada no lugar 234 do ranking mundial, falou à organização do ITF (segundo escalão) de Dothan, pouco depois de se ter qualificado para os quartos de final da prova norte-americana.

"Cada ponto agora conta. Estou a tentar qualificar-me para Roland Garros. Estou perto, mas não o suficiente. Foi muito duro recuperar de lesão, mas voltar a ganhar encontros é muito importante para mim", disse a jogadora, em declarações recolhidas pelo site Bola Amarela.

Fora do top-200 há ano e meio, a tenista admitiu que não tem sido fácil encontrar motivação nesta fase, a disputar torneios do segundo escalão mundial.

"Tem sido difícil encontrar a motivação para continuar. O circuito ITF não é fácil. Temos de viajar, semana sim, semana não, passar tempo sem a família. Mas eu continuo a jogar porque acredito em mim. Dentro de mim eu acredito que ainda posso chegar lá. Continuo a lutar por isso", garantiu.

Para chegar ao qualifying de Roland Garros, Michelle de Brito sabe que tem de recuperar o "espírito lutador".

"Se não conseguir terei ainda o resto do ano todo pela frente", lembrou.

Esta sexta-feira, em Dothan, Michelle de Brito passou aos quartos de final depois de vencer a ucraniana Anhelina Kalinina, na posição 287 da hierarquia, em três sets, pelos parciais de 2-6, 7-5 e 6-4.

"Ela jogou muito bem no primeiro set e demorei algum tempo a entrar em jogo. Felizmente acordei a tempo no segundo set. Ela tem um grande serviço, é alta, bate na bola com força e tentei manter-me baixa, devolver com a mesma potência e colocá-la a mexer", comentou a jogadora.

Nos quartos de final, Michelle Larcher de Brito defrontará a austríaca Barbara Haas, 171.ª na classificação mundial.

Será a segunda vez que as duas jogadoras se cruzam no circuito. Na primeira, no ITF de Macon, Estados Unidos, venceu a austríaca.

Autor: Lusa