Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

As notas dos jogadores do Benfica frente ao Nacional: Salvio liderou grande exibição coletiva

Vlachodimos (4) - Estar parado durante muitos minutos e responder à altura na hora da verdade não é para qualquer um. O guardião parece ter gelo nas veias, como mostrou numa saída da área e em duas grandes defesas.
André Almeida (3) - Sofreu no início, mas estabilizou e esteve quase perfeito a defender. Sem ‘aventuras’ no ataque.
Rúben Dias (3) - Entrou bem com dois bons cortes e travou o entusiasmo insular. Comandou a defesa e manteve-se calmo durante todo o encontro.
Jardel (3) - O capitão aproveitou para sair a jogar em diversas ocasiões. Só se desconcentrou no amarelo.
Grimaldo (4) - Que dinâmica! Instalou-se no meio-campo insular e ligou o turbo para ficar desmarcado, antes de finalizar com classe.
Fejsa (2) - Trancou o meio-campo com classe... e saiu lesionado. Inglório.
Pizzi (4) - Comandante ou maestro. Os dois assentam-lhe bem. Rasgou a defesa com passes incisivos, mas os melhores – um para Grimaldo, outro para Rafa – deram golo.
Gedson (3) - Algo apagado no início, corrigiu com irreverência. Fundamental a guardar a posse de bola.
Salvio (4) - O argentino não demorou a mostrar que está na melhor forma da carreira. Com uma fome de golo insaciável, baralhou Decas antes de assistir Seferovic e foi letal com os papéis invertidos. Mudou de ‘cara’ e ficou mais defensivo na segunda parte, mas está imparável!
Cervi (3) - Sem brilho ofensivo, mas importante a recuperar. Esteve perto do golo num livre magistral.
Seferovic (4) - Está vivo e recomenda-se! Foi ameaçando até fugir nas costas da defesa e finalizar com categoria. Queria mais e fez um cruzamento perfeito para Salvio. Assim se ‘descobrem’ reforços.
Alfa Semedo (3) - Ainda que estivesse frio, entrou bem ajudou a manter o domínio.
Rafa (3) - Parecia estar a passar ao lado do jogo até meter outra mudança e picar para o golo.
João Félix (1) - Entrou para o apoio a Seferovic, só que não teve bola.
Vlachodimos (4) - Estar parado durante muitos minutos e responder à altura na hora da verdade não é para qualquer um. O guardião parece ter gelo nas veias, como mostrou numa saída da área e em duas grandes defesas.
André Almeida (3) - Sofreu no início, mas estabilizou e esteve quase perfeito a defender. Sem ‘aventuras’ no ataque.
Rúben Dias (3) - Entrou bem com dois bons cortes e travou o entusiasmo insular. Comandou a defesa e manteve-se calmo durante todo o encontro.
Jardel (3) - O capitão aproveitou para sair a jogar em diversas ocasiões. Só se desconcentrou no amarelo.
Grimaldo (4) - Que dinâmica! Instalou-se no meio-campo insular e ligou o turbo para ficar desmarcado, antes de finalizar com classe.
Fejsa (2) - Trancou o meio-campo com classe... e saiu lesionado. Inglório.
Pizzi (4) - Comandante ou maestro. Os dois assentam-lhe bem. Rasgou a defesa com passes incisivos, mas os melhores – um para Grimaldo, outro para Rafa – deram golo.
Gedson (3) - Algo apagado no início, corrigiu com irreverência. Fundamental a guardar a posse de bola.
Salvio (4) - O argentino não demorou a mostrar que está na melhor forma da carreira. Com uma fome de golo insaciável, baralhou Decas antes de assistir Seferovic e foi letal com os papéis invertidos. Mudou de ‘cara’ e ficou mais defensivo na segunda parte, mas está imparável!
Cervi (3) - Sem brilho ofensivo, mas importante a recuperar. Esteve perto do golo num livre magistral.
Seferovic (4) - Está vivo e recomenda-se! Foi ameaçando até fugir nas costas da defesa e finalizar com categoria. Queria mais e fez um cruzamento perfeito para Salvio. Assim se ‘descobrem’ reforços.
Alfa Semedo (3) - Ainda que estivesse frio, entrou bem ajudou a manter o domínio.
Rafa (3) - Parecia estar a passar ao lado do jogo até meter outra mudança e picar para o golo.
João Félix (1) - Entrou para o apoio a Seferovic, só que não teve bola.
Vlachodimos (4) - Estar parado durante muitos minutos e responder à altura na hora da verdade não é para qualquer um. O guardião parece ter gelo nas veias, como mostrou numa saída da área e em duas grandes defesas.
André Almeida (3) - Sofreu no início, mas estabilizou e esteve quase perfeito a defender. Sem ‘aventuras’ no ataque.
Rúben Dias (3) - Entrou bem com dois bons cortes e travou o entusiasmo insular. Comandou a defesa e manteve-se calmo durante todo o encontro.
Jardel (3) - O capitão aproveitou para sair a jogar em diversas ocasiões. Só se desconcentrou no amarelo.
Grimaldo (4) - Que dinâmica! Instalou-se no meio-campo insular e ligou o turbo para ficar desmarcado, antes de finalizar com classe.
Fejsa (2) - Trancou o meio-campo com classe... e saiu lesionado. Inglório.
Pizzi (4) - Comandante ou maestro. Os dois assentam-lhe bem. Rasgou a defesa com passes incisivos, mas os melhores – um para Grimaldo, outro para Rafa – deram golo.
Gedson (3) - Algo apagado no início, corrigiu com irreverência. Fundamental a guardar a posse de bola.
Salvio (4) - O argentino não demorou a mostrar que está na melhor forma da carreira. Com uma fome de golo insaciável, baralhou Decas antes de assistir Seferovic e foi letal com os papéis invertidos. Mudou de ‘cara’ e ficou mais defensivo na segunda parte, mas está imparável!
Cervi (3) - Sem brilho ofensivo, mas importante a recuperar. Esteve perto do golo num livre magistral.
Seferovic (4) - Está vivo e recomenda-se! Foi ameaçando até fugir nas costas da defesa e finalizar com categoria. Queria mais e fez um cruzamento perfeito para Salvio. Assim se ‘descobrem’ reforços.
Alfa Semedo (3) - Ainda que estivesse frio, entrou bem ajudou a manter o domínio.
Rafa (3) - Parecia estar a passar ao lado do jogo até meter outra mudança e picar para o golo.
João Félix (1) - Entrou para o apoio a Seferovic, só que não teve bola.
Avaliação individual dos jogadores do Benfica após a vitória (0-4) no terreno do Nacional.
Deixe o seu comentário

Pub

Publicidade
Deixe o seu comentário

Fotogalerias

Fotogalerias

Sporting

Fotogalerias
M M