Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

As notas dos jogadores do FC Porto: erro de Sérgio Oliveira sabotou trabalho de Brahimi

Casillas (2) - Não fez uma única defesa e foi batido por três vezes ao fundo das redes.
Maxi Pereira (3) - Deu profundidade ao corredor direito, sempre com grande intensidade. Lutou até à exaustão.
Felipe (3) - Obrigou Douglas à primeira grande intervenção e pode queixar-se da falta de proteção do meio-campo na fase decisiva.
Diogo Leite (3) - Individualmente fez o que lhe competia. Mais vítima que réu.
Alex Telles (3) - Grande cruzamento para tento de André Pereira. Deixou-se surpreender pela rapidez de execução de Tozé no golo deste.
Sérgio Oliveira (2) - Penálti escusado sobre Ola John precipitou o descalabro.
Herrera (3) - Duas grandes oportunidades para marcar travadas por Douglas. Procurou empurrar sempre a equipa para a frente.
Otávio (2) - Grande disponibilidade a defender, mas inexistente a atacar.
André Pereira (3) - Fez a tabela para o primeiro golo e marcou o segundo, embora a beneficiar de fora-de-jogo. Empenhou-se para segurar o lugar.
Brahimi (3) - Abriu o caminho com um golo espetacular e foi sempre o mais desequilibrador enquanto esteve em campo. A lesão obrigou-o a deixar o relvado numa fase prematura da segunda parte e a partir daí a equipa perdeu magia. Provou-se uma vez mais a sua influência.
Aboubakar (2) - Trabalhou muito para a equipa, mas faltou-lhe algum discernimento para chegar ao golo.
Corona (1) - Entrou para o lugar de Brahimi mas a lesão travou-lhe as intenções.
Marega (2) - Viu Douglas negar-lhe o golo de forma espetacular no regresso à competição. Precisa de ritmo.
Óliver Torres (2) - Teve nos pés uma boa situação mesmo no fim, mas o guardião vitoriano desviou para canto.
Casillas (2) - Não fez uma única defesa e foi batido por três vezes ao fundo das redes.
Maxi Pereira (3) - Deu profundidade ao corredor direito, sempre com grande intensidade. Lutou até à exaustão.
Felipe (3) - Obrigou Douglas à primeira grande intervenção e pode queixar-se da falta de proteção do meio-campo na fase decisiva.
Diogo Leite (3) - Individualmente fez o que lhe competia. Mais vítima que réu.
Alex Telles (3) - Grande cruzamento para tento de André Pereira. Deixou-se surpreender pela rapidez de execução de Tozé no golo deste.
Sérgio Oliveira (2) - Penálti escusado sobre Ola John precipitou o descalabro.
Herrera (3) - Duas grandes oportunidades para marcar travadas por Douglas. Procurou empurrar sempre a equipa para a frente.
Otávio (2) - Grande disponibilidade a defender, mas inexistente a atacar.
André Pereira (3) - Fez a tabela para o primeiro golo e marcou o segundo, embora a beneficiar de fora-de-jogo. Empenhou-se para segurar o lugar.
Brahimi (3) - Abriu o caminho com um golo espetacular e foi sempre o mais desequilibrador enquanto esteve em campo. A lesão obrigou-o a deixar o relvado numa fase prematura da segunda parte e a partir daí a equipa perdeu magia. Provou-se uma vez mais a sua influência.
Aboubakar (2) - Trabalhou muito para a equipa, mas faltou-lhe algum discernimento para chegar ao golo.
Corona (1) - Entrou para o lugar de Brahimi mas a lesão travou-lhe as intenções.
Marega (2) - Viu Douglas negar-lhe o golo de forma espetacular no regresso à competição. Precisa de ritmo.
Óliver Torres (2) - Teve nos pés uma boa situação mesmo no fim, mas o guardião vitoriano desviou para canto.
Casillas (2) - Não fez uma única defesa e foi batido por três vezes ao fundo das redes.
Maxi Pereira (3) - Deu profundidade ao corredor direito, sempre com grande intensidade. Lutou até à exaustão.
Felipe (3) - Obrigou Douglas à primeira grande intervenção e pode queixar-se da falta de proteção do meio-campo na fase decisiva.
Diogo Leite (3) - Individualmente fez o que lhe competia. Mais vítima que réu.
Alex Telles (3) - Grande cruzamento para tento de André Pereira. Deixou-se surpreender pela rapidez de execução de Tozé no golo deste.
Sérgio Oliveira (2) - Penálti escusado sobre Ola John precipitou o descalabro.
Herrera (3) - Duas grandes oportunidades para marcar travadas por Douglas. Procurou empurrar sempre a equipa para a frente.
Otávio (2) - Grande disponibilidade a defender, mas inexistente a atacar.
André Pereira (3) - Fez a tabela para o primeiro golo e marcou o segundo, embora a beneficiar de fora-de-jogo. Empenhou-se para segurar o lugar.
Brahimi (3) - Abriu o caminho com um golo espetacular e foi sempre o mais desequilibrador enquanto esteve em campo. A lesão obrigou-o a deixar o relvado numa fase prematura da segunda parte e a partir daí a equipa perdeu magia. Provou-se uma vez mais a sua influência.
Aboubakar (2) - Trabalhou muito para a equipa, mas faltou-lhe algum discernimento para chegar ao golo.
Corona (1) - Entrou para o lugar de Brahimi mas a lesão travou-lhe as intenções.
Marega (2) - Viu Douglas negar-lhe o golo de forma espetacular no regresso à competição. Precisa de ritmo.
Óliver Torres (2) - Teve nos pés uma boa situação mesmo no fim, mas o guardião vitoriano desviou para canto.
O FC Porto perdeu este sábado frente ao V. Guimarães, por 3-2, num jogo a contar para a 3ª jornada da Liga NOS. Os dragões foram do céu ao inferno num piscar de olhos e só se podem queixar de si próprios. Um erro de Sérgio Oliveira sabotou o que Brahimi tinha construído Notas atribuídas por Rui Sousa. [Fotos: MOVENOTÍCIAS]
Deixe o seu comentário

Pub

Publicidade
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias

Fotogalerias

Fotogalerias

Sporting

Fotogalerias
M M