19.JAN.2018 - 21H10 

Coentrão de cabeça perdida 'vinga-se' no banco e acaba com a mão a sangrar

Coentrão de cabeça perdida 'vinga-se' no banco e acaba com a mão a sangrarCoentrão de cabeça perdida 'vinga-se' no banco e acaba com a mão a sangrarCoentrão de cabeça perdida 'vinga-se' no banco e acaba com a mão a sangrarCoentrão de cabeça perdida 'vinga-se' no banco e acaba com a mão a sangrarCoentrão de cabeça perdida 'vinga-se' no banco e acaba com a mão a sangrarCoentrão de cabeça perdida 'vinga-se' no banco e acaba com a mão a sangrarCoentrão de cabeça perdida 'vinga-se' no banco e acaba com a mão a sangrarCoentrão de cabeça perdida 'vinga-se' no banco e acaba com a mão a sangrarCoentrão de cabeça perdida 'vinga-se' no banco e acaba com a mão a sangrarCoentrão de cabeça perdida 'vinga-se' no banco e acaba com a mão a sangrarCoentrão de cabeça perdida 'vinga-se' no banco e acaba com a mão a sangrarCoentrão de cabeça perdida 'vinga-se' no banco e acaba com a mão a sangrarCoentrão de cabeça perdida 'vinga-se' no banco e acaba com a mão a sangrarCoentrão de cabeça perdida 'vinga-se' no banco e acaba com a mão a sangrarCoentrão de cabeça perdida 'vinga-se' no banco e acaba com a mão a sangrarCoentrão de cabeça perdida 'vinga-se' no banco e acaba com a mão a sangrarCoentrão de cabeça perdida 'vinga-se' no banco e acaba com a mão a sangrarCoentrão de cabeça perdida 'vinga-se' no banco e acaba com a mão a sangrarCoentrão de cabeça perdida 'vinga-se' no banco e acaba com a mão a sangrar

O V. Setúbal tinha acabado de empatar o duelo com o Sporting e Jorge Jesus foi ao banco buscar Seydou Doumbia no desespero à procura do golo da vitória. Fábio Coentrão foi o sacrificado e, na hora de se aproximar do banco, exibiu bem a sua insatisfação. (Fotos: SportTV)

M M