20.ABR.2017 - 13H03 

Campeão da NFL oferece ajuda a secretário de Trump... para meter jornalistas na ordem?

Os New England Patriots visitaram a Casa Branca na quarta-feira para mostrar o troféu conquistado no 51.º Super Bowl - no embate com os Atlanta Falcons, em fevereiro (34-28) -, mas o que acabou por merecer maior destaque foi esta situação protagonizada pelo 'tight end' Rob Gronkowski, que interrompeu uma conferência de imprensa de Sean Spicer, secretário de imprensa da administração Donald Trump, perguntando-lhe se precisava de ajuda, talvez para meter os jornalistas na ordem... O apoio a Donald Trump continua a ser um tema fraturante no plantel dos Patriots, onde Gronkowski, de forma menos explícita, e o 'quarterback' Tom Brady, estiveram ao lado do presidente no decorrer da campanha eleitoral. Foram vários jogadores que faltaram à visita a Trump e esta ação de Gronkowski - que não jogou o Super Bowl (lesionado) - está a ser vista por muitos norte-americanos como (mais) uma ação de limpeza de imagem de uma administração que acumula problemas, diferendos e mal-entendidos desde que tomou posse. Spicer, um adepto dos Patriots, em concreto, foi protagonista recentemente de uma infeliz comparação entre Bashar al-Assad e Adolf Hitler, numa resposta sobre o envolvimento da Rússia no encobrimento do ataque com gás na Síria.

M M