Saída de campo

António Magalhães

António Magalhães

Diretor
António Magalhães

Fome de títulos

Esta é a semana CTT. Não por causa de fatores economicistas da empresa, que a têm colocado na agenda mediática (com o aproveitamento político inerente), mas sim devido à ‘final four’ da Taça da Liga, que tem os correios como patrocinador. Jesus e Conceição fizeram curtas declarações de promoção da prova que tocam num mesmo ponto: Sporting e FC Porto precisam de troféus para ganharem o sabor das conquistas.

O espírito de campeão constrói-se com vitórias e títulos, sejam eles referentes ao campeonato ou a outra competição. É esse apetite voraz pelas conquistas que muitas vezes transforma uma equipa, assim como é o vício de ganhar que em tantas ocasiões faz a diferença. Sporting e FC Porto procuram construir uma mentalidade que não se ganha apenas pela dimensão do clube mas sim por aquilo que nele se conquista.

Advém desse ‘estatuto’ a sensação de séria ameaça que o Benfica representa na corrida pelo título. Em momento algum, Jesus e Conceição afastaram o tetracampeão dessa luta, mas conjunturas várias colocaram as águias numa situação de clara desvantagem que deixava antever a iminente capitulação. Afinal, aí está o Benfica, bem vivo e fresquinho, para ‘salvar’ a época com aquilo que, para todos, é tão-só o mais importante: o título de campeão nacional.

21.01.2018
M M