O nosso website armazena cookies no seu equipamento que são utilizados para assegurar funcionalidades que lhe permitem uma melhor experiência de navegação e utilização. Ao prosseguir com a navegação está a consentir a sua utilização. Para saber mais sobre cookies ou para os desativar consulte a Politica de Cookies Cofina

Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Saída de campo

António Magalhães
António Magalhães Diretor de Record

O Sporting em suspenso

O Sporting está em suspenso com a decisão de Bruno de Carvalho. Fica ou bate com a porta? Será uma grande surpresa o presidente leonino abandonar o clube, porque objetivamente não tem motivos para o fazer. Está, no entanto, aberta uma crise desnecessária e ficou também criado um conflito institucional com a Mesa da Assembleia Geral. No seu último post, Bruno de Carvalho apontou falhas na forma como Jaime Marta Soares dirigiu os trabalhos. Ficamos agora à espera que o presidente da MAG dê as suas explicações.

O Sporting bem dispensava a agitação das últimas horas e a ansiedade que as próximas estão a provocar. Mas não será curial associar estes acontecimentos à derrota no Estoril. Sendo óbvio que este clima não contribui para a estabilidade do clube e faz com que o foco dos adeptos se desvie para outras questões para além do incondicional apoio às equipas e aos atletas, não foi pelo que se passou na AG que o Sporting sofreu e perdeu na Amoreira.

A responsabilidade pela derrota tem de ser assacada à equipa e não pode também ser explicada pela ausência de Gelson e Dost. Fazem falta? É natural, mas se o Sporting depende assim tanto deles para vencer o Estoril (com todo respeito e reconhecimento pelo seu mérito), então é melhor repensar os seus objetivos.
Deixe o seu comentário
M M