Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Saída de campo

Bernardo Ribeiro
Bernardo Ribeiro Diretor adjunto de Record

A acusação ao Benfica

A acusação formal à SAD do Benfica e Paulo Gonçalves é mais um episódio dos muitos casos em que o clube da Luz se vê envolvido nos últimos anos. Desta feita ainda mais grave, pois a Procuradoria entende existirem mesmo factos suficientes para levar avante uma acusação tão grave como a ontem divulgada. As consequências para a honorabilidade do emblema são evidentes, por muito que se tente viver na (a)normalidade.

Não entendo, confesso, como é que Paulo Gonçalves ainda não pediu a suspensão de funções. Não assumindo as culpas do que lhe é imputado se entende ser inocente, obviamente, mas defendendo o clube e empregador até o caso estar esclarecido. Inocente, poderia voltar a desempenhar funções e pedir uma indemnização por danos causados à reputação e honorabilidade. Culpado, enfrentar a pena consequente. Um clube tão grande como o Benfica devia estar mais protegido. Mas se a estratégia seguida até agora foi esta, não deve mudar nos próximos tempos.

Augusto Baganha colocou um processo ao secretário de Estado por ter sido demitido. E agora até revela sobre Vítor Pataco o que já muitos tinham percebido. Nomeadamente as polícias, cujos autos acabavam arquivados numa gaveta qualquer. Esta gente do IPDJ tem sangue nas mãos na relação com as claques e o futebol. É bom que João Paulo Rebelo esclareça as suas motivações. Porque este processo já parece demasiado sujo.
Deixe o seu comentário
M M