O nosso website armazena cookies no seu equipamento que são utilizados para assegurar funcionalidades que lhe permitem uma melhor experiência de navegação e utilização. Ao prosseguir com a navegação está a consentir a sua utilização. Para saber mais sobre cookies ou para os desativar consulte a Politica de Cookies Cofina

Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Saída de campo

Bernardo Ribeiro
Bernardo Ribeiro Diretor adjunto de Record

Novo assalto à liderança

O Benfica tem hoje mais uma oportunidade para ser líder da liga. Um teste interessante à equipa de Rui Vitória, em Portimão, onde Vítor Oliveira parece ter agora acertado com a receita. O técnico do Benfica surgiu novamente com palavras calmas, não esquecendo até o elogio ao colega de profissão. Criticado em surdina pelo discurso desinteressante, Vitória é um homem que tem sabido manter na Luz um caminho coerente na comunicação. Claro que se envolve em questões como os outros, diz mal das arbitragens quando quer como os outros, mas reconheça-se que tem, esta época, um papel mais difícil. Vitória é a única face visível de um Benfica a quem são colocadas questões para as quais ainda não existem respostas. E é neste turbilhão comunicacional que o treinador tem vivido. Não sai incólume, mas com nota francamente positiva. É verdade que não dá títulos pujantes como Conceição ou Jesus, mas esse é trilho que dificilmente caminhará. Goste-se ou não, é diferente. E depois de um início de temporada desastroso que o afastou da Europa, Taça de Portugal e Taça da Liga, ei-lo à frente de um candidato. É dar-lhe crédito.

Na semana em que Vieira foi envolvido em mais um escândalo nada benéfico para a imagem do Benfica, o Sporting conseguiu retirar o caso da agenda e colocar sobre si a imagem de um emblema em crise. Não é fácil.
2
Deixe o seu comentário
M M