Entrada em campo

Bernardo Ribeiro

Bernardo Ribeiro

Diretor adjunto
Bernardo Ribeiro

Posso falar de Jonas e Zeegelaar?

Jonas volta a ser preocupação no Benfica. O mais decisivo craque do clube da Luz anda arredado dos treinos e preocupa Vitória. Não é que o técnico não saiba ganhar sem o brasileiro, afinal já o fez muitas vezes esta época. Mas num momento decisivo dá sempre jeito ter os melhores e o goleador é dos que faz sempre falta. Até porque uma coisa é preparar o dérbi com ele, outra é sem ele.

O dérbi chega numa altura interessante das duas equipas. Ainda que com objetivos diferentes, este era um jogo que tinha tudo para ser apaixonante se o nosso futebol nos dias de hoje não fossem cartilhas, mails roubados, queixas e mil e uma coisas que nada têm a ver com o jogo mas sim a baixa política que tomou conta do fenómeno e tarda em ser erradicada. Se é que isso ainda é possível. Duvido, confesso.

Do lado do Sporting não é alguém tão importante como Jonas que falta, mas a verdade é que a ausência de Zeegelaar é um problema bicudo para Jorge Jesus. Não que o técnico tenha uma confiança ilimitada no lateral-esquerdo, mas aquela posição tem sido um problema para JJ durante toda a época e Marvin parecia ter estabilizado. Agora levantam-se três hipóteses e nenhuma deixará os sportinguistas totalmente descansados, tal o rodopio que se tem dado na posição. Bruno César parece a opção mais simples, mas a mais arriscada tal a falta de velocidade e problemas defensivos mostrados pelo médio na adaptação ao corredor defensivo. Mas Jesus é que sabe. Acertará?

José Mourinho apurou-se ontem para a 10.ª meia-final europeia da carreira. Um número impressionante de um técnico que já ninguém apagará da história. Longe de ser um apreciador do futebol que o Manchester United tem apresentado, tenho de reconhecer que dois títulos conquistados esta época e a luta até ao fim por um terceiro tão importante validam um trabalho difícil.

21.04.2017
M M