Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Saída de campo

Bernardo Ribeiro
Bernardo Ribeiro Diretor adjunto de Record

Teorias por provar

A acusação ao Benfica é grave. E gigantesca. São 30 os crimes imputados à SAD e 79 a Paulo Gonçalves. Segue-se agora todo o processo onde o Ministério Público tentará validar a acusação e o clube da Luz fará a legítima defesa. Ainda assim, a acusação reveste-se de elementos complicados, muito, para os encarnados. Nomeadamente a relação com Paulo Gonçalves e os crimes informáticos cometidos, os de mais fácil prova e que mantêm, recorde-se, um funcionário judicial em prisão preventiva há 6 meses.

O Benfica defende-se dizendo que nenhum administrador da SAD foi constituído arguido. E que as penas acessórias pedidas são infundadas e desproporcionais. O primeiro facto é evidente e confesso acreditar também que o segundo não vai acontecer, seja provado o que for. Afinal, estamos em Portugal.

Não entendo é que seja necessário que a SAD do Benfica tenha condenações desportivas para que a vergonha seja grande. Basta Paulo Gonçalves ver qualquer crime provado, ele até há pouco tempo um dos mais importantes funcionários do clube e ainda hoje a trabalhar na Luz, para que se perceba os métodos utilizados. Esse é sempre o custo mais elevado. Há nódoas que demoram anos a limpar. Veja-se o Apito Dourado. Acabou tudo arquivado e quantos são os que acreditam na inocência?
Deixe o seu comentário
M M