Hora do chá

Eládio Paramés

Eládio Paramés

Eládio Paramés

City campeão nas compras

Acabaram-se as férias, volta o futebol e com ele a minha coluna. Durante a pausa, segui com interesse a especulação e a concretização do ‘compra e vende’ de jogadores e as somas monstruosas que esta indústria está a movimentar. São muitos milhões e falta o epílogo da novela Neymar.

Na Premier, o poder do dinheiro fez-se sentir e clubes, considerados ‘mais pequenos’, já utilizaram o ‘bolo’ obtido pela venda dos direitos televisivos (e não só) para se reforçarem em quantidade e em qualidade. Veja-se, por exemplo, o West Ham, onde, ao lado de José Fonte, vão jogar Joe Hart, Arnautovic, Zabaleta e Chicharito. E se os ‘pequenos’ gastam que se fartam, dos ‘grandes’ então…

Guardiola mostrou-se surpreendido quando lhe pediram para opinar sobre as centenas de milhões de libras que o City já tinha gasto em reforços. Uma surpresa… surpreendente, pois o catalão, na prática, comprou uma equipa nova. E não foi barata… Entre Danilo, Ederson, Bernardo, Walker, Mendy, Douglas Luiz já voaram mais de 240 milhões de euros. O City ganha folgadamente o título de campeão das compras. Aguardemos pelos frutos deste obsceno investimento.

Já o ‘nosso’ Mourinho ficou-se pela terceira posição neste ‘campeonato’. O MU foi cirúrgico e foi buscar aquilo que de facto necessitava. Mourinho diz que ainda lhe faz falta uma outra aquisição, mas o Manchester não tem ‘petrodólares’ nem donos chineses.

Para já, o Monaco de Jardim luta pelo título de campeão das vendas mas tem pela frente um adversário poderoso – o Barcelona. Se a venda do brasileiro ao PSG se concretizar, os monegascos sofrerão um ‘sheik-mate’.

02.08.2017
M M