Clube dos Pensadores

Joaquim Jorge

Joaquim Jorge

Fundador do Clube dos Pensadores
Joaquim Jorge

Ronaldo

Ronaldo não esteve feliz, mas também não jogou muito bem contra o Levante. O empate 2-2 deixa o Real Madrid fragilizado mentalmente para o embate a 14 de Fevereiro contra o PSG. O Real Madrid joga tudo neste embate. Se perder fecha-se o ciclo e começa um novo ciclo com outros clubes e outros jogadores, como Neymar.

Contudo já vimos o PSG esmagar o Barcelona em Paris e depois baquear em Barcelona apesar de ajudado pela arbitragem.

O Real Madrid, da sua sumptuosidade de uma época de sonho em 2017, para o inferno em 2018, joga tudo, neste embate da Liga dos Campeões, em que se vende bilhetes na candonga a mais de 24.000 euros, mostrando a loucura que vai ser este jogo.

Num embate destes, o estádio de Santiago Bernabéu deveria ter uma lotação mais do dobro, sendo tal o interesse à volta deste jogo, que se poderá apelidar jogo do ano.

Este embate da Liga dos Campeões: PSG- Real Madrid era digno de uma final.

O PSG pode mostrar algum nervoso miudinho contra o Real Madrid habituado a estas andanças, mas o seu ataque pode demolir facilmente a defesa do Real Madrid, que é um verdadeiro naufrágio com a ausência de Pepe, que dava estabilidade e músculo à defesa.

Zidane não quis segurar Pepe, protegendo o francês Varane, até à exaustão, esquecendo-se que. Nacho está em melhor forma e Sergio Ramos é capaz do melhor e do pior.

No ataque pode ser que Ronaldo queira demonstrar que ainda é decisivo e que Neymar ainda tem que esperar para ocupar o seu lugar. Dia 14 de Fevereiro, um dia depois do Carnaval, será um dia especial para quem aprecia futebol e a expectativa de ver um dos maiores embates de 2018 a nível de clubes.

Ronaldo teve uma boa noticia, o aumento do seu ordenado em 9 milhões de euros ao ano, que passou de 21 milhões para 30 milhões de euros, aproximando-se de Neymar e Messi. Também a sua presença no Super Bowl é prestigiante e choruda para a sua carteira.

Vamos ver se é um problema físico, anímico, ou simplesmente motivação de vencer.

Ronaldo tem que mostrar serviço e subir de forma para o Mundial de 2018 que será a derradeira oportunidade de mostrar que ainda é o maior.


Fundador do Clube dos Pensadores
*escrevo ao abrigo do antigo AO

08.02.2018
M M