Joaquim Jorge

Joaquim Jorge

Fundador do Clube dos Pensadores
Joaquim Jorge

Manchester United/Real Madrid

1 - A disputa entre Manchester United e Real Madrid, pelo guarda-redes espanhol David De Gea tem um fundo errático, para além de má-fé ou má gestão. Há uma psicose em determinadas transferências.

O Manchester United depois da saída de Alex Ferguson tem tido um rendimento desastroso, muito abaixo da enorme expectativa dos seus adeptos por todo o mundo. De Gea não foi transferido porque passava da meia-noite de segunda-feira do dia 31 de Agosto.

O Manchester desde que saiu  Alex Ferguson está órfão do seu Pai e anda perdido. As contratações são bizarras e sem nexo.

Falcão e Di Maria foram carne para canhão com o irascível Louis van Gaal. Agora chegou Anthony Martial, jogador francês pela módica quantia de 80 milhões de euros. Toda a gente pergunta ligada ao futebol. Quem é?

Quando a frustração é grande, por falta de vitórias e títulos, que escapam dentro do campo. Foi o caso do ano passado com o Manchester United e o Real Madrid tenta-se compensar jogando na secretaria com milhões.

Florentino Pérez deixou fugir três grandes jogadores: Di Maria ,  Mesut Özil e Xabi Alonso. O ano passado foi uma época para esquecer. É ridículo o que fez com Diego López deixando fugir um excepcional guarda-redes, a custo zero, para dar a titularidade a  Iker Casillas, e depois, pô-lo pela borda fora. Esta época com a frustrada transferência de De Gea , ficou Keylor Navas, suplente promovido a titular.

Não nos podemos esquecer da transferência de Gareth Bale por 100 milhões de euros, valendo no mercado somente metade. A saída de Carlo Ancelotti por troca com Rafa Benitez pode saldar-se por um fiasco pelo protagonismo que o novo treinador está a dar a Bale em detrimento de Cristiano Ronaldo.

O Manchester United tem que fazer um grande esforço para não ir-se sumindo com o antipático Van Gaal e a sua geometria táctica. Mete dó ver sentado no banco, ao seu lado uma lenda viva do Manchester United, Ryan Giggs que se limita a dizer ámen à prepotência e a tanta imbecilidade.

O Real Madrid com Rafa Benitez não entusiasma e se o Real Madrid não ganhar títulos, este ano, Florentino Pérez terá guia de marcha.

2 - Portugal vinga derrota passado um ano contra a Albânia, em casa. Esta vitória fora-de-horas "tirana" a ferros deixa a selecção muito perto do Europeu 2016. Dia 8 de Outubro, em Braga, contra a Dinamarca, o empate é suficiente para termos acesso directo. Parece que, desta vez, não vai haver play-off, nem sofrimento extra para o apuramento.

Neste jogo sobressaiu o jovem Bernardo Silva, o golo de Miguel Veloso e Quaresma que sempre que entra faz algo importante (o centro para o golo).

Ronaldo bem tentou marcar um golo, mas ainda não foi desta. Continua na sua travessia do deserto sem golos, mas esteve no jogo, a espaços, em remates e passes.

10.09.2015