Caderno de apontamentos

Jorge Barbosa

Jorge Barbosa

Editor chefe
Jorge Barbosa

Sp. Braga em crescimento

O Sp. Braga tem tudo para marcar pontos de qualidade na sua nova época prestes a começar, e já este mês, no duelo com o Zeljeznicar ou AIK para a Liga Europa. O Sp. Braga entra para a nova época com velhas ambições, ou não fosse essa a determinação e a teimosia de António Salvador. O Sp. Braga tem tudo para marcar pontos de qualidade na nova época, porque se reforçou bem e porque tem um treinador que conhece bem a casa, tendo igualmente muitos e bons jogadores à sua disposição. Recuperar o prestígio interrompido neste último ano é o seu legítimo desejo.

António Salvador viu em Abel Ferreira o que muitos, por agora, duvidam: capacidade e inteligência para pôr o Sp. Braga a jogar à bola, liderança, conhecimentos suficientes para fixar o clube nos trilhos do sucesso, se possível com um novo impulso europeu, e promover o crescimento de jovens jogadores, que, afinal, são o principal património da sociedade desportiva – casos de Bruno Xadas, Pedro Neto e Bruno Jordão.

Compete, pois, a Abel Ferreira vencer todas as reservas que, por agora, se lhe colocam, sabendo de antemão que dispõe de meios para ter êxito no seu trabalho, embora saiba, igualmente de antemão, que terá de conquistar os seus jogadores e os adeptos para que a sua aventura na 1.ª Liga e num clube histórico lhe corra bem. Tudo se conjuga para que assim seja, embora a ambição cega de Salvador não deva ser cumprida para já, ou seja, o título nacional, e dificilmente o será neste seu mandato de quatro anos. Há que dar tempo ao tempo e o Sp. Braga ainda tem muito por onde crescer.

17.07.2017
M M