Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Off the record

Luís Aguilar
Luís Aguilar

A técnica do vale tudo

Aviso prévio: esta crónica foi escrita antes das eleições do Sporting. A campanha, por vezes confusa, foi quase sempre marcada por uma postura construtiva de grande parte dos candidatos (salvando um ou outro caso).

José Maria Ricciardi, porém, foi um caso distinto. O antigo banqueiro esteve sempre ao ataque. Juntamente com José Eduardo e Caneira (dois elementos da sua equipa) protagonizaram um caso desnecessário com Adrien.

Ricciardi nem deverá ter sido o único a tentar promover o regresso do médio a Alvalade. Escusado seria utilizar uma táctica para comprometê-lo à força. Pior ainda quando a situação é facilmente desmontável, como aconteceu através do comunicado do jogador do Leicester, e não traz nada de bom à imagem já amachucada de Ricciardi e José Eduardo. Caneira também sai mal na fotografia. Mesmo que influenciado pelos seus eventuais futuros superiores, não deveria colaborar na estratégia.

Ricciardi disparou sempre em todas as direcções. Especialmente contra Frederico Varandas, mas também com João Benedito (a quem chegou a apelidar de estagiário) e até contra a empresa de sondagens que o colocou em terceiro nas intenções de voto dos sócios leoninos (atrás destes dois). Tentar ‘armadilhar’ Adrien foi apenas o exemplo mais recente deste descontrolo para atingir o poleiro. Não havia necessidade. Felizmente, acabou tudo ontem. Será que é desta que o Sporting pode voltar a ter paz?
Deixe o seu comentário
M M