Saída de campo

Nuno Farinha

Nuno Farinha

Diretor adjunto
Nuno Farinha

Os milhões de Rui Vitória

A terceira venda do Benfica no defeso eleva a soma para um valor que já ultrapassa bem o orçamento das águias para a temporada que agora se inicia. Primeiro foram os 40 milhões por Ederson. Depois os 35 por Lindelöf. E agora os 30 por Nélson Semedo. Os compradores são três gigantes (Manchester City, Manchester United e Barcelona) e aos 105 milhões já garantidos na Luz podem somar-se mais alguns em função de determinados objetivos. Ou seja, do ponto de vista financeiro, a época está ganha.

Esta dinâmica de sucesso desportivo e financeiro já existe há muito, mas é indiscutível que foi reforçada com a chegada de Rui Vitória. O Benfica tinha feito recentemente outros 3 super negócios com outras 3 super potências já sob influência do atual treinador: Gaitán por 25 milhões para o At. Madrid; Renato Sanches por 35 para o Bayern; e Guedes por 30 para o PSG. Conclusão: com Rui Vitória, o Benfica faturou perto de 200 milhões em apenas duas temporadas.

Há uma combinação de circunstâncias a determinar que as coisas sejam assim: os jogadores têm muito talento (em primeiro lugar), mas Vieira também é um negociador nato. É preciso dizer, por fim, que a qualidade de jogo da equipa também ajuda. Confirmando-se aqui a velha máxima: quem joga melhor está sempre mais perto de ganhar. Campeonatos e dinheiro. Muito dinheiro.

14.07.2017
M M