Bloco baixo

Sérgio Krithinas

Sérgio Krithinas

Editor
Sérgio Krithinas

Mais um dia no escritório

Mais uma terça-feira, mais um dia de disparos múltiplos do Conselho de Disciplina - o órgão federativo suspendeu Samaris por três jogos e Bruno de Carvalho por 90 dias, além de ter aberto um processo disciplinar a Manuel Machado. Apenas mais um dia no escritório.

Em relação a Samaris, será importante perceber qual o critério que distingue esta situação da de Eliseu, absolvido por ter sido um lance julgado em campo pela equipa de arbitragem (vídeo-árbitro incluído). No caso do médio grego, não é possível perceber pelas imagens de TV se o árbitro Bruno Esteves estava a olhar para a confusão gerada entre o médio do Benfica e Paulinho, do Sp. Braga. Se, de facto, não viu, como terá dito à Comissão de Instrutores, resta uma pergunta: porque é que mostrou amarelos aos dois jogadores? Adivinhou?

Quanto a Bruno de Carvalho e Manuel Machado são mais dois casos de abuso no verbo. Sem querer entrar em considerações sobre a justiça das decisões disciplinares, são mais uma prova de que algo precisa mesmo de mudar no futebol português. Como é claro que não pode ser um faroeste sem lei, é preciso perceber qual o caminho que queremos: ou consideramos menores as infrações por declarações, deixando de aplicar suspensões de meses, ou é preciso rever a verdadeira dimensão dos castigos, tanto no aspeto pecuniário como nos efeitos práticos das suspensões.

Enquanto nada disto for alterado, as terças-feiras continuarão a ser terças-feiras no Conselho de Disciplina.

26.09.2017
M M