Bilhar Grande

Alberto do Rosário

Alberto do Rosário

Consultor
Alberto do Rosário

Avisos à navegação

Luís Filipe Vieira deixou cair, com estrondo, Rui Gomes da Silva. A vida não se avizinha fácil para os opinadores benfiquistas. O presidente percebeu, finalmente, que os excessos de linguagem para com os outros clubes, de tais pontas de lança, estavam a atingir a marca Benfica.

Luis Filipe Vieira percebeu isso e agiu, primeiro com aviso pessoal e directo à navegação: " Não falem dos outros". Telhados de vidro recomendam cuidado com as pedras. A seguir a esta ordem de "calem-se", o presidente das águias "arrumou as botas" de Rui Gomes da Silva. O ambiente ficou menos poluído.

Todo o mundo do futebol, todos que amam o jogo da bola, todos que gostam que os debates e comentários incidam sobre os jogos, aguardam com fé que se iniciem aqui princípios de ética e respeito dos opinadores, que tanto mal têm feito ao futebol.

Ao apresentar as contas, Fernando Gomes, dirigente do FCPorto, veio mostrar que os dragões tinham descido à terra, que não era mais possível suportar os actuais custos do futebol e indicou cortes de 20 milhões anuais. Não tem sido nada fácil aos clubes portugueses assumirem a sua pequenez e, como tal, ajustarem os seus orçamentos. A realidade, dura e pesada, vai-lhes caindo na cabeça e, como bons portugueses, lá vão, tarde, à procura dos prejuízos.

Fernando Gomes, presidente da FPF, demorou alguns anos a fazer o luto dos anos de chumbo no Dragão, mas valeu a pena essa espera. No seu estilo e ao seu ritmo lá vai levando a carta a Garcia. Abriu fogo sobre a corrupção, ficamos a ver.
Rui Santos apontou armas aos agentes do futebol. Boa.

16.10.2016
M M