Interrogatório

André Monteiro

André Monteiro

Redação
André Monteiro

Uma solução de equilíbrio para o futuro

A surpreendente inclusão de Sérgio Oliveira no onze foi uma aposta ganha por Sérgio Conceição?

Depois de conhecido o resultado final é fácil dizer ‘sim’. Mas esta é a única resposta possível, mais do que pelo 0-3, pela naturalidade com que o médio entrou na equipa, contribuindo para um equilíbrio coletivo que se revelou vital. Como os portistas bem sabem, o mesmo não se pode dizer de outras ‘invenções’ que de uma forma negativa marcaram antigas campanhas europeias dos dragões...

Após as dúvidas que se levantaram com a derrota frente ao Besiktas, a exibição e o resultado de ontem provam que este FC Porto não será apenas para ‘consumo interno’?

Partindo da ideia de que o estatuto europeu do FC Porto nunca esteve nem poderia estar em causa, esta partida deixou claro, isso sim, que a equipa tem argumentos para se adaptar ao contexto de cada partida. E na Liga dos Campeões essa versatilidade é uma arma ainda mais importante do que no campeonato.

A mudança estrutural para o 4x3x3 pode ser um ponto de partida também para o clássico de Alvalade?

Ainda que os adversários em causa sejam naturalmente diferentes, a partida no Mónaco e o encontro com o Sporting têm de alguma forma contextos comparáveis. Apresentar um FC Porto menos exposto a transições rápidas e com mais controlo do jogo interior é uma opção que pelo menos deve ser, e será certamente, considerada pelo técnico.

27.09.2017
M M